Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Profissionais dão dicas para quem deseja trabalhar em casa

Home office pode ser a solução para acabar com a perda de tempo no trânsito, mas é preciso tomar alguns cuidados

Isabella Mayer de Moura
Joinville

Nem sempre as pessoas têm a sorte de morar próximo ao local de trabalho. Para muitos, a rotina consiste em atravessar a cidade para começar o dia no emprego. Em Joinville, com um trânsito que não colabora, isso significa pegar o tráfego lento e o estressante – e constante – “acelera e para”. Contudo, alguns profissionais já encontraram uma forma de evitar todo esse estresse dentro do carro ou do transporte coletivo: transformaram um espaço da casa em local de trabalho.

A joinvilense Karoline Meier, 25 anos, faz parte desse (ainda seleto) grupo. Formada em jornalismo e pós-graduada em marketing, ela tem seu escritório em casa, de onde administra a sua empresa. Antes de ter seu home office, Karoline teve a experiência de trabalhar em grupos de televisão, mas seu sonho sempre foi ter seu próprio negócio. Foi então que Karoline teve ideia de criar o programa de variedades Você Sabe Fazer, inicialmente produzido para a internet e há um ano também está na televisão.

 

Luciano Moraes/ND
A joinvilense Karoline Meier diz que a grande vantagem de trabalhar em casa é a flexibilidade dos horários


 

O home office de Karoline foi montado na sala de estar de sua casa, estrategicamente próximo à porta de entrada para receber entrevistados e patrocinadores. “Daqui eu controlo a parte comercial e financeira do programa, crio pautas e roteiros e edito os programas e reportagens. Também tem um espaço aqui em casa em que improviso um estúdio de gravação, mas a maioria das pautas é externa”, conta a jornalista.

Para ela, a grande vantagem do home office é a flexibilidade dos horários, mas se engana quem pensa que trabalhar em casa é sinônimo de moleza. “Aqui eu não dependo de horário comercial. Eu prefiro acordar um pouco mais tarde e seguir trabalhando de noite”, comenta Karoline.

A economia também é um benefício para o negócio. “Ao invés de gastar com aluguel de uma sala comercial, economizo esse dinheiro e posso investir em equipamentos para a empresa”, observa.

Mas quem tem um home office deve preservar os momentos de lazer e relaxamento. Durante o dia de trabalho, karoline tem a companhia especial de Nino, seu gato de estimação, que a distrai e ajuda a aliviar a tensão do dia a dia. Ela também reserva os fins de semana para se dedicar ao seu hobby: tocar violino. “Sou voluntária na Orquestra Prelúdio, do maestro Rafael Daniel Huch, e às vezes fazemos apresentações em escolas de Joinville para levar a música erudita até as crianças”, relata a jornalista.

 

Alessandra Okazaki/Divulgação/ND
Go Home. Site da jornalista Marina Sell Brik e do publicitário André Brik se tornou referência para quem deseja ter um home office

 

 
Sucesso compartilhado

Com o objetivo de difundir o conceito do trabalho realizado a partir de qualquer lugar, seja em casa ou no sofá de um café bar, o casal André Brik, publicitário, e Marina Sell Brik, jornalista, criaram o Go Home, um site que se tornou referência para os interessados em ter seu home office.

Em 2011 eles lançaram “As 100 Dicas do Home Office”, o primeiro livro brasileiro sobre o assunto. Desde então, já escreveram cinco publicações. A mais recente delas foi lançada na semana passada. O e-book “Home Office e Filhos” compila dicas, entrevistas e dados sobre a manutenção de um escritório em casa com crianças.

Para os leitores do ND Joinville, André e Marina reuniram algumas dicas valiosas para quem está pensando em largar o escritório na empresa e começar a trabalhar em casa. Confira na lista.

 


10 dicas do home Office
Por André Brik e Marina Sell Brik

1. Antes de ir para casa, passe na empresa
É muito importante contar com a experiência anterior antes de partir para o seu home office. Esse conhecimento que você adquiriu vai ser super útil quando tiver seu próprio escritório e ainda lhe garante mais segurança e confiança.

2. Evite improvisos de mobiliário
Se o orçamento permitir, já inicie seu home office com móveis específicos para escritório. Eles seguem normas de ergonomia para que você não sofra com danos à saúde no futuro. Caso não consiga investir logo no início, separe um valor mensalmente para poder adquirir os móveis aos poucos. É importante para a sua saúde e atitude profissional também.

3. Mostre que você é PRO!
Não é porque você trabalha em casa que deve ficar de pijama o dia todo! Tenha em mente que é importante manter a atitude profissional. Assim, você trabalha mais motivado e confiante.

4. Controle suas finanças
Planejamento financeiro é chato, mas necessário. Anote os gastos do seu escritório para poder separar o que é da casa e o que é do trabalho. Muito importante: gaste menos do que ganha. Também é fundamental poupar para o futuro (cerca de 10% ao mês).

5. Filhos no home office? Sem problemas!
Trabalhando em casa você fica mais perto da família. Porém, é preciso manter o foco no trabalho durante o horário comercial. Se seus filhos são maiores, estabeleça regras e horários. Vale até fazer uma sinalização para colocar na porta do escritório (pedindo silêncio ou mostrando que está no trabalho). Se as crianças são menores, vale contratar uma babá.

6. Menos papel, mais produtividade
Evite que a papelada do escritório tome conta da casa. Selecione os papéis que são importantes e os que não forem, reutilize ou direcione às cooperativas de reciclagem. Se precisar de espaço para arquivo, recorra a sótão, garagem, etc. Mas tudo organizado, para poder encontrar com facilidade quando precisar.

7. O home office É um escritório
Sempre refira-se ao seu home office como escritório, não como casa. Afinal de contas, é lá onde você trabalha. A palavra correta reforça a atitude profissional para você e seus clientes. Por exemplo: “assim que eu chegar ao escritório, entro em contato”.

8. Faça pausas
Você trabalha em casa, mas não está imune ao estresse. Lembre-se do seguinte nos momentos de tensão: respire fundo, faça uma pausa de 5 minutos, visualize o melhor cenário. Com as ideias no lugar, retome o trabalho.

9. Acabe com o junk food
A tentação está muito próxima de você, a poucos passos. Por isso, aproveite o fato de estar trabalhando em casa para melhorar sua alimentação. Então, abasteça sua casa-escritório com frutas, iogurtes, barras de cereais. É uma chance até de perder aqueles quilinhos a mais.

10. Evite distrações
A TV está logo ali, a cama também. O vizinho chamou e quer bater um papinho. Cuidado com essas armadilhas da produtividade. Claro que você pode dar uma relaxada nos intervalos, porém, lembre-se de que o compromisso com o trabalho é mais importante durante o horário do expediente.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade