Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Decisão de doar órgãos de Laura foi da mãe da menina

Coração, fígado, rins e córneas foram retirados após confirmação da morte encefálica da criança

Redação ND
Joinville
Reprodução/redes sociais/ND
Órgãos da menina vão servir para salvar outras vidas

 

A mãe da pequena Laura, Rosimeire Cardozo, foi quem autorizou a doação dos órgãos da menina diante da notícia da morte encefálica da filha, no último domingo (10). Coração, fígado, rins e córneas foram retirados com sucesso do corpo de Laura. Os órgãos foram distribuídos pela SC Transplantes. Por uma questão de protocolos, a central catarinense de transplantes não costuma divulgar para quem, nem para onde os órgãos foram doados.

Como não há em Santa Catarina hospital que faça transplantes em crianças desta faixa etária, o fígado e os rins devem ter sido doados a pacientes de outros estados. A equipe da RICTV Record de Curitiba, acompanhou com exclusividade, o coração de Laura sendo levado para a capital paranaense. Lá, Rafael Ribeiro, um menino de quase dois anos, que tem problemas cardíacos, recebeu um novo coração. A cirurgia foi um sucesso. Já as córneas de Laura devem atender pacientes de Santa Catarina.

Segundo a SC Transplantes, até final de fevereiro, 623 pessoas estavam na fila de espera por doações de órgãos. A maior demanda é para doações de rim. 340 pessoas estavam aguardando por um em fevereiro. Em seguida vem a córnea com 100 pessoas na lista de espera e o fígado com 82.

 

Mais informações: 

SC Transplantes divulga balanço de atendimentos

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade