Publicidade
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Quiosque na Praça Santos Dumont, em Florianópolis, é demolido

Praça recebeu uma limpeza nesta terça-feira e deve ser encaminhada para adoção de empresa privada

Redação ND
Florianópolis
17/08/2017 às 13H01

Uma ação conjunta entre o Ministério Público de Santa Catarina e a Prefeitura de Florianópolis deverá renovar o atual cenário da Praça Santos Dumont, no bairro Trindade, que há tempos convive com ar de abandono e sujeira. Construções abandonadas foram demolidas na manhã desta quinta-feira (17), em uma ação que também contou com a limpeza do local e a abordagem de moradores de rua.

O antigo Bar do Pida e a estrutura de um quiosque na praça foram fechados no dia 28 de julho de 2011 pela Sesp (Secretaria Executiva de Serviços Públicos), por falta de licitação. Desde então, o imóvel foi degradado e servia como depósito irregular de lixo e como ponto para o consumo de drogas.

Quiosque foi demolido na manhã desta quinta-feira - Leonardo Souza/Comunicação PMF/Divulgação/ND
Quiosque foi demolido na manhã desta quinta-feira - Leonardo Souza/Comunicação PMF/Divulgação/ND


As mortes recentes de dois moradores em situação de rua que viviam na praça por complicações provocadas pela tuberculose foram o estopim para a ação de limpeza que aconteceu nesta quinta-feira. “Essa construção estava totalmente degradada, suja e servindo até para a propagação de doenças, como a tuberculose”, disse o promotor de Justiça Daniel Paladino, que acompanhou a ação representando o Ministério Público.

De acordo com ele, a morte dos homens aconteceu há um mês e a limpeza da praça se tornou ainda mais necessária. Os quiosques foram demolidos e o local agora passa por uma grande limpeza realizada por equipes da Comcap (Autarquia de Melhoramentos da Capital).

Enquanto a demolição acontecia, profissionais da Assistência Social do Município e do MP realizaram a abordagem aos três moradores de rua que ainda permaneciam no local. Segundo Paladino, dois deles, inclusive, se dispuseram a deixar a praça voluntariamente.

Estruturas eram utilizadas por moradores de rua - Leonardo Souza/Comunicação PMF/Divulgação/ND
Estruturas eram utilizadas por moradores de rua - Leonardo Souza/Comunicação PMF/Divulgação/ND



Após a limpeza e revitalização do espaço, a praça deverá ser encaminhada pela Prefeitura para adoção de empresa privada. “O vice-prefeito, João Batista, que também foi ao local, acabou comunicando este interesse da prefeitura”, contou.

Esta é a segunda ação semelhante que acontece entre o Ministério Público e prefeituras da região nesta semana. Na segunda-feira (15), o grupo compareceu ao viaduto de Campinas, na avenida Josué di Bernardi, no limite entre Florianópolis com São José, para limpeza e abordagem no local, que é conhecido como ponto de consumo e tráfico de drogas.

Além do Ministério Público, o trabalho contou com representantes da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Florianópolis, Conselho de Segurança do Centro da Capital, CDL, Comcap, Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Saúde, Floram, entre outras entidades parceiras.

Publicidade

5 Comentários

Publicidade
Publicidade