Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Catarinenses podem fazer ligações interurbanas gratuitas a partir dos orelhões da Oi no Estado

A medida começou a valer em Santa Catarina no dia 1º de abril

Redação ND
Florianópolis

As chamadas de Longa Distância Nacional realizadas com o código da Oi a partir dos orelhões da empresa para telefones fixos poderão ser feitas gratuitamente em 14 Estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Flávio Tin/ND

 

Desde abril de 2015, as chamadas locais originadas em orelhões da operadora e destinadas a telefones fixos já eram gratuitas em 15 Estados. A ampliação da medida para as chamadas interurbanas foi tomada considerando os patamares de disponibilidade dos orelhões da concessionária aferidos pela Anatel em agosto de 2015.

As Unidades da Federação atendidas pela Oi deveriam apresentar disponibilidade da planta de Telefones de Uso Público acima de 90%. Para estes casos, como é o de Santa Catarina, as ligações já são gratuitas desde sexta-feira (1º). Nos casos de localidades atendidas apenas por acesso coletivo, a disponibilidade deveria ser de, no mínimo, 95%.

Dos Estados onde a gratuidade das chamadas locais foi estabelecida pela Anatel em abril, apenas Sergipe alcançou o patamar mínimo de disponibilidade de orelhões em operação - razão pela qual deixou a condição de gratuidade para as chamadas. As chamadas permanecerão gratuitas até que os patamares satisfatórios de disponibilidade sejam alcançados.

Estão previstas novas medições para 30 de agosto de 2016 e a cada seis meses após essa data. Nos Estados em que a empresa não alcançar os patamares mínimos, os orelhões também contarão com a gratuidade para ligações locais para telefones móveis, a partir de 1º de maio de 2016, e ligações de Longa Distância Nacional para telefones móveis, a partir de 1º de outubro de 2016.

Confira a tabela com os índices por Estado:

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade