Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Catarinense acusado de matar policial gaúcho é preso na BR-101, em Biguaçu

Quando foi preso, Willian Ribeiro Machado, portava uma pistola, possivelmente a arma usada para matar o policial no Rio Grande do Sul

Colombo de Souza
Florianópolis

Há dois meses procurado pela acusação de ter assassinado o Policial Militar gaúcho Luiz Carlos Gomes da Silva Filho, o catarinense Willian Ribeiro Machado, 32, foi preso segunda-feira (15) à noite no bairro São Miguel, em Biguaçu. Policiais Militares do 7º BPM receberam informações de que o suspeito estaria trafegando na BR-101 e acionaram colegas do 24º Batalhão, que montaram uma blitz para aguardar o suspeito.

 

Divulgação/ND
No porta-luvas do carro foi apreendida uma pistola Glock e farta munição

 

Willian estava em um Gol, com placas de São José, acompanhado de dois comparsas. Ele portava uma pistola Glock calibre 9 milímetros e farta munição. Ao ser abordado, tentou enganar os policiais militares ao repassar um nome falso, mas foi identificado como procurado pela morte do PM gaúcho. A arma apreendida pode ter sido usada no crime. 

No dia do assassinato, em 16 de junho, o policial militar gaúcho, que estava à paisana, fazia uma abordagem a um grupo de suspeitos que estavam em um Gol roubado, no bairro Cavalhada, na Zona Sul de Porto Alegre. Durante essa operação, Luiz Carlos foi baleado pelo catarinense. Uma equipe de policiais gaúchos da 6ªDPHPP (Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa) virá para Santa Catarina interrogar o preso que foi levado ao Presídio Masculino de Biguaçu.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade