Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Bombeiro que trabalhou no incêndio em São Francisco continua na UTI mas respira sem aparelhos

David Marcellino está internado no Hospital Regional em Joinville desde o dia 26 de setembro

João Batista (JB)
Joinville

Ainda internado da UTI do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, o bombeiro voluntário David Marcellino, 59 anos, que inalou fumaça durante o combate ao incêndio químico ocorrido em São Francisco do Sul em setembro, está respirando sem a ajuda de aparelhos desde a terça (15). Apesar da evolução, o paciente desenvolveu um quadro de pneumonia que está sendo controlado com medicamentos antibióticos.

Luciano Moraes/ND
Solange Aparecida da Luz, esposa de David, afirma que a vida da família "deu uma volta" nos últimos dias por causa do estado de saúde do marido

 

O estado de saúde do bombeiro, que completa hoje 21 dias de internação, é considerado estável mas de cuidado contínuo. Ainda não há previsão de quando ele poderá voltar ao quarto. A família de Marcellino tem acompanhado diariamente a situação. Em visita ao hospital ontem à tarde, a esposa Solange Aparecida da Luz informou que o bombeiro apresentou febre em função da pneumonia, o que estava sendo tratado com medicação. Uma pneumologista enviada pela empresa Global Logística também acompanha o tratamento e tem apoiado a família.

Segundo Solange, o marido deve passar por uma nova série de exames, entre eles o de broncoscopia, para avaliar a situação dos pulmões, que sofreu um pequeno edema devido as consequências da fumaça tóxica. Com a retirada dos aparelhos, a comunicação com os familiares melhorou, apesar da dificuldade na fala do paciente depois de vários dias sob sedação. “Ele ainda requer muitos cuidados. Nossa esperança é que melhore logo”, comentou.

Para acompanhar melhor a internação, Solange disse que antecipou as férias da empresa em Navegantes, onde a família reside, e transferiu os filhos em idade escolar – um garoto de 14 anos e uma menina de 8 – para estudarem em Joinville. “A vida deu uma volta grande nesses últimos dias”, sobre as preocupações e viagens diárias desde que o marido deu entrada na UTI. Integrante do Corpo de Bombeiros Voluntários de Guaramirim, Marcellino foi um dos primeiros a atuar contra o incêndio químico em São Francisco, ocorrido entre os dias 24 e 27 de setembro no armazém de fertilizantes da Global Logística.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade