Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Associação de Moradores do bairro Fátima, em Joinville, comemora 25 anos

Redação ND
Joinville

Fabrício Porto/ND
Vice-presidente Augusto Deotti, presidente José Marcos e o conselheiro fiscal Jurandir, o popular 'Cereja'

Uma festa especial reúne moradores do bairro Fátima envolvidos com o movimento comunitário na noite de sexta-feira (22). Às 19h30, no restaurante ao lado da Sociedade Dallas, a Associação de Moradores do Bairro Fátima faz uma homenagem aos integrantes das gestões anteriores. Segundo o atual presidente, José Marcos de Borba, é justo reconhecer o trabalho de quem fez muito por um dos bairros mais populares da cidade, com população estimada, segundo o Censo 2010 do IBGE, em 14.301 pessoas. Este reconhecimento virá na forma de medalhas enfatizando a representação social.

A associação completou 25 anos em maio e tem na memória muitas conquistas. Entre elas, a implantação do ensino de 5ª a 8ª séries na Escola Municipal Professor Edgar Monteiro Castanheira, em 1988. No mesmo ano, foi inaugurado o Centro de Educação Infantil Miosótis. De lá para cá, outras obras ganharam destaque, como a pavimentação da rua Miosótis e mudanças no trânsito entre os bairros Guanabara e Adhemar Garcia. “Muita coisa a comunidade pedia há muito tempo. Graças à atuação da associação, os pedidos foram atendidos”, afirma José.

Outras obras estão por vir, como a ampliação do CEI Lírio do Campo, que vai passar de quatro para oito salas, passando o número de crianças atendidas de 190 para 300. Segundo a Secretaria de Educação, o valor da obra está orçando em R$ 500 mil, com previsão de início para este ano. Outra obra prevista é a construção de uma ponte de concreto na rua Passo Fundo. Em abril deste ano, a ponte de madeira que existia no local caiu por excesso de peso, quando um caminhão de lixo passava. Ninguém na época se feriu, mas o acidente rompeu a tubulação de água e os moradores ainda têm que fazer um percurso mais longo. A Secretaria Regional do Bairro informa que a ponte de concreto é pedido antigo da comunidade e que em poucos meses deve ficar pronta.

Incentivo ao esporte inclui plano de cobrir a quadra


A associação se dedica à melhoria da qualidade de vida dos moradores por meio do esporte e atividades sociais. Sua sede tem uma quadra de esportes, que recebe todas as segundas, quartas e sextas-feiras o ex-jogador do JEC Didi. Ele dá aulas de futsal gratuitamente a cem crianças e adolescentes de dez a 15 anos. Ainda no esporte, parceria com a Felej (Fundação Municipal de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville), permite que alunos que estão fora do turno escolar possam jogar vôlei.

O pessoal da terceira idade também tem espaço garantido. Todas as manhãs, um grupo usa a quadra de esportes para jogar peteca. Eles treinam para participar da 20ª Olimpíada da Melhor Idade, que neste ano começa no dia 5 e segue até 17 de agosto, no ginásio Ivan Rodrigues.

“Tem muita associação que serve só de fachada para partidos políticos. Nós nos orgulhamos por ter estes laços verdadeiros com a comunidade”, frisa o presidente. Morador do bairro há 30 anos e vice-presidente da associação, o aposentado Augusto Deotti defende que a entidade deveria ter maior apoio político. “Temos muita coisa pra fazer. Só a ajuda de empresários nem sempre é suficiente”.

A associação tem também papel importante nas questões sociais. Roupas são doadas e distribuídas às pessoas carentes uma vez por semana, além de serem distribuídas cestas básicas, quando há apoio de empresas e pessoas físicas. O Dia das Crianças é festejado todo ano. Um dos projetos para o futuro é a cobertura da quadra de esportes, orçada em R$ 90 mil. “Falta verba para isso, mas tenho que fé de que vamos conseguir”, diz o presidente.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade