Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Os nossos representantes no Pan

Rosane Ewald, Felipe Wu, Felipe Fuzaro e Jeanis Colzani estarão em Guadalajara

Luís Gustavo P. Fusinato
Joinville

     Eles não nasceram em Joinville, mas adotaram a cidade para morar ou competir e agora vão representá-la na maior competição esportiva das Américas. Os atletas Rosane Ewald, Felipe Wu e Felipe Fusaro no tiro esportivo e a carateca Jeanis Colzani, estarão em Guadalajara, no México, atrás de medalhas nos Jogos Pan-americanos, que se iniciam hoje à noite. Os “joinvilenses de coração” esperam representar bem a cidade e o país, dando o máximo para conseguir uma medalha.

     A carateca Jeanis Cristina Colzani nasceu em Rolim de Moura (RO). Com apenas um ano de idade, veio morara em Joinville e iniciou no esporte, em 1997, aos 12 anos, quando se matriculou em uma escola de karatê no bairro Aventureiro. “Eu adorava os filmes com lutas, e resolvi praticar”, disse. No primeiro ano já foi campeã catarinense, e começou a se destacar. Em 1999, passou a treinar com o técnico Mário Alves e foi aí que conseguiu a primeira convocação para a Seleção Brasileira que disputaria o Pan-americano Juvenil, em São Paulo.

     Para poder competir, o pai de Jeanis teve que vender o carro para custear a viagem. Mesmo indo mal ela continuou treinando, porém a falta de recursos e de patrocínio fez com que ela ficasse três anos sem competir pela Seleção, já que os custos para representar o Brasil vêm dos próprios atletas. Em 2003, numa parceira com a Felej, ela voltou à Seleção, conquistando diversas medalhas em competições internacionais. Recentemente foi prata no Open de Milão, na Itália e bronze no Open de Istanbul, na Turquia.

     A vaga para o Pan de Guadalajara veio em maio, na própria cidade mexicana, durante o evento teste. Ela acredita que pode trazer uma medalha para Joinville. “To indo atrás da medalha. Treinei bem e estou bem física e mentalmente, então é só fazer tudo certinho”, afirmou.  O técnico Hortulano Belli, também irá à Gudaljara, por conta própria, e auxiliará a atleta. “Vai ser de fundamental ter o Hortulano berrando durante as minhas lutas, ele me dará mais segurança”, disse. Jeanis viaja no dia 21 outubro para Guadalajara e a estreia será no dia 27.

Carlos Junior/ND
Jeanis vai a Guadalajara atrás de uma medalha para a cidade

  Trio no tiro esportivo

     Rosane Sibele Budag Ewald nasceu em Blumenau e adotou Joinville há 17 anos e já se considera uma joinvilense. Praticante do tiro esportivo desde 2006, ela iniciou por influência do marido que também é atirador, e do restante da família, que sempre praticou o esporte. Em 2007 ela venceu todas as suas disputas, despertando o interesse da Confederação Brasileira. A cada 15 dias viaja ao Rio de Janeiro para participar de treinamentos, onde troca experiências com outros integrantes da Seleção sob a orientação do técnico ucraniano Oleg Mikhaylov. Em Joinville ela treina na Sociedade Cruzeiro e conta com o apoio da Felej (Fundação de Esportes Lazer e Eventos de Joinville).

     No dia 27 de agosto, dia em que completou 38 anos, Rosane conquistou a vaga para disputar o Pan, na categoria carabina três posições. “Fiquei muito nervosa, pois era a última chance de conquistar a vaga, mas deu tudo certo no final”, revelou. A atleta viaja no dia 12 de outubro para Guadalajara, para as disputas do Pan. “Estou muito orgulhosa por representar o meu Estado e Joinville. Vou dar o meu máximo, acredito que dá para trazer uma medalha”, finalizou. A delegação do Tiro Esportivo viajou na quarta-feira passada para Guadalajara e compete na semana que vem.

     O paulista Filipe Antônio Carneiro Fuzaro, tem 28 anos e compete por Joinville há bastante tempo. Ele chegou a morar na cidade por dois anos, mas voltou para Rio Claro para concluir os estudos. O atleta iniciou no esporte aos 13 anos, por influência do pai, Érico, que é o atual tricampeão brasileiro sênior. Filipe ficou em quinto lugar no Pan do Rio, em 2007 e foi campeão das Américas, em 2010, quando carimbou o passaporte para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Em Guadalajara, o atleta de Joinville competirá na prova Fossa Double.

     O atirador Felipe Almeida Wu, tem apenas 19 anos e já se destaca na modalidade Pistola de ar 10m. Natural de São Paulo, Felipe começou no esporte aos oito anos, por influência dos pais, também atiradores. Ele compete por Joinville desde 2007 e, apesar de não morar na cidade, vem frequentemente participar de treinamentos e competições. Muito frio e preciso, Wu é considerado a maior promessa do tiro brasileiro. No ano passado ele foi prata nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Cingapura e ouro por equipes no Sul‑americano, na Colômbia.

Luciano Moraes/ND
Mesmo nascendo em Blumenau, Rosane se considera joinvilense

 

Divulgação/ND
Felipe mora em Rio Claro, mas compete por Joinville
 
Divulgação/ND
Atirador Felipe Wu compete pela cidade desde 2007 e é promessa de medalhas
 
Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade