Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Clube 31 de Julho é o campeão do Copão Kurt Meinert

Competição reuniu 70 times de Joinville de junho a dezembro

Renan Dias Silveira
Joinville
Fabrício Porto/ND
Campeão, Clube 31 de Julho fez 3 a 1 no União do Oeste na final

 

Depois de quase seis meses de disputa e mais de 24000 minutos jogados, chegou ao fim a 38ª edição do Copão Kurt Meinert. Ainda com a Recopa a se definir, a Taça Osni Fontan conheceu seus campeões no último sábado (5), em Joinville.

Resistente a mais de 60 dias de chuva no município, a decisão do campeonato foi coroada com uma tarde de sol e bola na rede no Estádio Olímpico Sadalla Amin Ghanem, no América. De virada, o Clube 31 de Julho bateu o União do Oeste por 3 a 1 e levou o título da Osni Fontan e a taça José Elias Giuliari, prêmio rotativo com os campeões do Copão.

“É um dos maiores torneios que existe. É uma satisfação ser homenageado por ser joinvilense e já ter participado do Copão. É bom ver essa confraternização com harmonia e gosto de jogar bola”, comemorou Osni Fontan, homenageado da competição e ídolo e ex-jogador do JEC, onde atua como superintendente administrativo.

No jogo disputado sábado, o primeiro tempo teve bola na trave no lado do 31 de Julho e pênalti perdido pelo União do Oeste. Na segunda etapa, logo com quatro minutos Djalma abriu o placar para o União. O time seguia com boas chances, mas não conseguia aproveitar os contra-ataques. Aos 21, porém, David empatou em chute de fora da área. Aos 31, também de fora da área, Jeferson virou para o Clube 31 de Julho. Já nos acréscimos, Hudson fez o terceiro depois que o veloz Gilberto entrou a dribles na área rival.

Com 8 vitórias em 12 jogos, o Clube 31 de Julho foi o campeão. Para o técnico do time Fábio Nicoletti, o resultado é fruto das campanhas anteriores: um vice em 2013 e o título da Recopa em 2014. “Fizemos uma preparação um pouco diferenciada. Perdemos algumas peças do elenco e mesmo na dificuldade chegamos. Agradeço ao grupo pelo condicionamento físico, que foi o que influenciou durante todo o campeonato”, enaltece o treinador.

A edição 38 do Copão Kurt Meinert contou com a participação de 70 times, um recorde que transformou a competição numa das maiores do país. “O futebol amador é motivação, paixão, isso faz a diferença. Queremos sempre bater recordes. Para esse sucesso  foi fundamental o apoio do ND e da RIC”, destacou Fernando Krelling, presidente da Felej (Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville), organizadora do evento, que contou com a parceria do Jornal Notícias do Dia e da RICTV Record, disputado desde junho em campos por quase todos os bairros de Joinville.

 

Virada com surpresas

O jogo parecia controlado pelo União do Oeste, que vencia por 1 a 0 até metade do segundo tempo. Enquanto o time perdia gols na frente, a defesa espanava tudo atrás. No minuto 21 porém, uma bomba do jovem meia David, de 20 anos, começou a mudar a partida quando o chute acertou o ângulo do gol adversário. E por pouco o lance quase não existiu.

Alguns segundos antes do desfecho, David seria substituído. “Eu ia tirar o camisa 8. Ele me vai faz o gol, coisas do futebol”, detalha Fábio Nicoletti, técnico do 31 de Julho, ao contar que assim que a bola saísse David deixaria o campo. No entanto, o destino seria outro. “Vi que ia sair alguém, mas não achei que fosse eu. Quando vi que a bola sobrou eu arisquei”, comemora David, um dos nomes da final, no seu primeiro ano de Copão Kurt Meinert. A virada veio na sequência.

Mesmo em branco na final, Robson de Oliveira, foi o artilheiro da competição. Goleador também em 2013, o camisa 9 era um dos que mais cobrava do time em campo, principalmente enquanto o 31 de Julho perdia. “Ficamos acuados. Precisamos tomar o gol para ir para cima. Sou meio líder, chato mesmo, mas acho que é porque tenho um pouco de rodagem”, brincou o centroavante, artilheiro do Copão com 14 gols. Tanto Robson quanto David dedicaram o título ao técnico Fábio Nicoletti, que deixará Joinville e não irá mais treinar o time no próximo ano.

 

Taça Osni Fontan

Campeão: Clube 31 de Julho

Vice: União do Oeste

3º lugar: Authentic Sports

4º lugar: CCP Rodoteka

Troféu Disciplina: Clube 31 de Julho

Artilheiro: Robson de Oliveira - 31 de Julho - 14 gols

Goleiro menos vazado: Sidnei Constancio - Authentic

 

Veja a galeria de fotos da grande final


Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade