Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Clássico Figueirense e Avaí terá presença das duas torcidas

Veto à torcida visitante está descartado e situação será avaliada no jogo de sábado

Redação ND
Florianópolis
09/05/2018 às 20H23
Reunião foi realizada na sede do MP, em Florianópolis - Marco Santiago/ND
Reunião foi realizada na sede do MP, em Florianópolis - Marco Santiago/ND


Caráter experimental. Dessa maneira transcorreu a discussão entre os protagonistas do maior clássico de futebol de Santa Catarina proposta pela Polícia Militar – e acatada pelo Ministério Público – sobre a presença de torcida única nos jogos entre Avaí e Figueirense. Embora o clássico em questão, no estádio Orlando Scarpelli, esteja confirmado com a presença das duas torcidas, algumas deliberações foram assinadas em nome da paz dentro e fora de campo no confronto.

Independente da chance de se concretizar, a vontade para que os clássicos fossem realizados com torcida única existia. A Polícia Militar, representada pelo coronel Renato Cruz Júnior (1ª Região da Polícia Militar), o tenente-coronel Marcelo Pontes (4ª Batalhão da Polícia Militar) e o tenente-coronel Sandro Cardoso da Costa (22º BPM); respaldou essa vontade em ocorrências, das mais variadas, em anos de disputas entre Leão e Furacão. A argumentação foi fundamentada, basicamente, em um pedido: para que a responsabilidade pela redução – e até o fim – da violência seja dividida entre todos os envolvidos, incluindo, os clubes, a FCF (Federação Catarinense de Futebol), o município e o MP.

“Estamos diante de uma bomba-relógio. As pessoas não sabem da metade do que acontece em um jogo de futebol e a provocação dessa discussão é muito justa”, pontuou o tenente-coronel Pontes.

Diante da inviabilidade na data, algumas medidas foram sugeridas e acatadas no encontro desta quarta-feira, no MP. Além de projetarem um clássico “teste” neste sábado, válido pela 5ª rodada da Série B, haverá uma mobilização dos presidentes dos clubes para que, junto às respectivas comissões técnicas e elencos, sejam evitadas provocações e demais movimentos que incitem os torcedores. A pedido da PM, a FCF, deverá baixar uma resolução já nesta quinta-feira, proibindo o ingresso de faixas fixas nos estádios de Santa Catarina. A intenção é que essa imposição já seja validada para o jogo desse dia 12.

Nesta quinta-feira está agendado um encontro entre PM e representantes das torcidas organizadas para que se alerte e se sensibilize para ações que colaborem e auxiliem pela paz no estádio.

MP confirmou o pedido da PM

O promotor Eduardo Paladino, que comandou a reunião desta quarta, entendeu como “muito produtivo” o encontro envolvendo o MP, PM, presidentes dos clubes e FCF. Paladino reiterou o compromisso para buscar mecanismos em nome da paz nos estádios catarinenses.

“Tomamos deliberações muito importantes e, mais que isso, todos assumimos o compromisso de avaliar nesse próximo clássico a situação a partir de um relatório da Polícia Militar e, se for o caso, reunirmos mais uma vez na sequência para discutir outras medidas”, pontuou.

Paladino abriu o encontro pontuando os registros entregues pela polícia na última semana, sugerindo, diante do quadro, a possibilidade de torcida única. Entre os exemplos citados, os casos registrados em Campinas-SP e Goiânia-GO, onde mesmo com jogos somente com torcida do mandante, no último final de semana, torcedores morreram em respectivos confrontos.

 

Figueirense e Avaí dispostos a colaborar com a segurança

Os presidentes Cláudio Vernalha e Francisco Battistotti se colocaram à disposição para que, em pequenos movimentos, possam colaborar para minimizar os casos de violência, principalmente, na busca por identificar os supostos marginais que causam os tumultos.

“O ideal seria a utilização de mecanismos como identificação facial. Conseguiríamos dar o local exato e necessário desse ou daquele torcedor para a PM. O problema é o custo que isso demandaria. Eu me proponho, junto com o presidente [Cláudio] Vernalha a buscar uma parceria para esse sistema”, garantiu Battistotti.

Já o presidente alvinegro voltou a manifestar a posição contrária à torcida única e se colocou a disposição para que pequenas atitudes sejam adotadas já para sábado.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade