Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Atletas olímpicos participam de clínica de polo aquático em Florianópolis

Rudá Franco e Bernardo Reis trouxeram experiência de Olimpíada no Rio de Janeiro para evento organizado voluntariamente por jogadores

Redação ND
Florianópolis
23/11/2016 às 14H28

Dois jogadores da seleção brasileira de polo aquático que estiveram na Olimpíada do Rio de Janeiro, Rudá Franco e Bernardo Reis, participaram neste fim de semana de uma clínica voltada para amantes do esporte em Florianópolis. O evento foi realizado na piscina do Corpo de Bombeiros e foi organizado voluntariamente por atletas como a atacante Ana Moraes.

Ana Moraes é atleta de Florianópolis e foi uma das organizadoras voluntárias da clínica - Fabiana Silva
Ana Moraes é atleta de Florianópolis e foi uma das organizadoras voluntárias da clínica - Fabiana Silva



A atleta da Capital faz parte do time feminino da UFSC e teve uma passagem pela Espanha em 2014. "É muito importante a realização de eventos como esse em Florianópolis, porque além de contribuir para o desenvolvimento e massificação do esporte, traz um pouco do alto rendimento para a região Sul, que tem sete equipes de polo aquático no total. É uma honra poder receber atletas olímpicos na nossa piscina e estar na água com eles, aprendendo e conhecendo mais sobre suas histórias e treinamento", afirmou.

Rudá Franco participou de todo o ciclo olímpico e ressaltou a importância da clínica. “A nossa ideia era passar um pouco da nossa experiência, somos privilegiados por participarmos de todo ciclo e dos Jogos. Nesse período, tivemos dois treinadores que são tidos como lendas do nosso esporte, aprendemos muito com eles, é nossa obrigação passar tudo que aprendemos para os praticantes da nossa modalidade em todo Brasil”, contou.

Rudá Franco participou de todo o ciclo olímpico e esteve nos Jogos do Rio de Janeiro - Fabiana Silva
Rudá Franco participou de todo o ciclo olímpico e esteve nos Jogos do Rio de Janeiro - Fabiana Silva



Já Bernardo Reis destacou a necessidade de encontrar novos talentos. “É muito importante, para o desenvolvimento do esporte, a troca de experiências. O polo aquático é um esporte que precisa ser expandido e novos talentos precisam ser descobertos”, ressaltou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade