Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Após ser criticado, goleiro Denis é o destaque do 18° título Catarinense do Figueirense

Camisa 1 do Alvinegro manteve a concentração e garantiu o grito de campeão da torcida

Redação ND
Florianópolis
09/04/2018 às 08H19

Com uma participação perfeita do goleiro Denis, o Figueirense venceu a Chapecoense por 2 a 0 neste domingo (8), em Chapecó, e conquistou o 18º título do Campeonato Catarinense. O Alvinegro saiu na frente aos 13 minutos do 1º tempo, com um golaço do atacante Gustavo Ferrareis, e fechou o placar aos 40, do 2º tempo, com o também atacante Maikon Leite. Os jogadores comemoraram o título da Arena Condá com um caixão com as cores do rival Avaí e protagonizaram o “creu”, em provocação ao meia Marquinhos, do Leão da Ilha.

Denis fez mais de quatro grandes defesas e soltou o grito de campeão - Tarla Wolski/Futura Press - Folhapress/ND
Denis fez mais de quatro grandes defesas e soltou o grito de campeão - Tarla Wolski/Futura Press - Folhapress/ND



Muito criticado quando foi contrato e durante a competição, o goleiro Denis manteve a concentração e provou que tem condição de vestir a camisa 1 do maior campeão de futebol de Santa Catarina. “Pra mim é o meu título mais importante jogando. Fico feliz por ter superado a expectativa de muitos que confiaram em mim. Sei que fui muito criticado e tive a desconfiança de muitas pessoas, mas quem está de parabéns e o grupo de atletas”, afirmou o goleiro Alvinegro.

Nos 13 primeiros minutos, o Figueirense já havia dado três chutes, sendo dois em direção ao gol e um acabou no fundo da rede. O atacante Gustavo Ferrareis, em sua segunda tentativa, aproveitou uma bola quicando e bateu por cobertura para abrir o marcador. O goleiro Jandrei estava adiantado e não conseguiu alcançar a bola.

Atrás do placar, a Chapecoense levou perigo apenas aos 20 minutos. O lateral Bruno Pacheco arriscou de fora da área e Denis fez a primeira grande defesa. Três minutos depois, o Alvinegro fez a melhor tabelinha da partida, que terminou no chute de Jorge Henrique sobre o gol. Aos 33, o goleiro do Figueirense tirou com a ponta dos dedos o cabeceio de Guilherme no ângulo.

Na etapa final, o goleiro Denis fez mais duas grandes defesas durante a pressão do Verdão do Oeste. A primeira foi no chute à queima roupa do lateral Apodi, que o camisa 1 espalmou para longe. A segunda foi na cobrança de falta de Canteros, quando a bola desviou na barreira e o goleiro pegou no contrapé.

Quando o goleiro não conseguiu defender, a sorte esteve ao seu lado. Aos 36, Canteros cobrou falta e carimbou o travessão. Quatro minutos depois, o lateral Diego Renan lançou o atacante Maikon Leite que tocou rasteiro na saída do goleiro Jandrei.

O Figueirense volta a campo nesta sexta-feira, na estreia do Brasileiro da Série B, diante do Juventude (RS), em Florianópolis.

Pereira comemorou com o caixão com as cores do rival  - Luiz Henrique/Figueirense FC/ND
Pereira comemorou com o caixão com as cores do rival - Luiz Henrique/Figueirense FC/ND



Publicidade

1 Comentário

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade