Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

América e JEC fazem jogo histórico neste domingo

América Futebol Clube, que disputa a Primeirona do futebol amador, está comemorando 100 anos

Lucas Reschke Pavin
Joinville

Cem anos de história e um jogo festivo para agitar a cidade. Assim será comemorado o centenário do América Futebol Clube, que disputa a Primeirona do futebol amador e recebe neste domingo (29), no Estádio Olímpico Sadalla Amim Ghanem, a equipe do Joinville, que está em intertemporada visando a sequência no Campeonato Brasileiro da Série B. A partida acontece, às 11h, com a abertura dos portões marcada para as 9h. América e Joinville se enfrentam pela primeira vez.

Carlos Júnior/ND
Benson (à esquerda) e João Paulo são destaques no América e já defenderam o JEC, em épocas diferentes

Sem reforços e contando apenas com os atletas que disputam a Primeirona, o Galo da zona Norte vai a campo com o mesmo time que venceu o Aviação por 1 a 0 no último domingo (22), pelo campeonato amador. No esquema 4-4-2, o técnico Leocardio Butuka não tem segredos e escala a equipe com Daniel Schumacher; Marcelo Parachoque, Alceni, Benson e Marcão; Boateng, Pitbull, Helvinho e Neto; Ariel e Zé Boca. O último treino do América ocorreu na quinta (26) e o treinador falou da expectativa para o confronto. “Estamos preparados para o jogo. Seria muita pretensão dizer que vamos vencer. Eu quero, mas não é assim. Somos muito inferiores fisicamente, mas esperamos surpreender e conseguir um bom resultado que seria um empate”, disse Butuka.

Pelo lado do JEC, o comandante Hemerson Maria ainda não definiu a equipe titular, já que o elenco prioriza, no momento, a parte física nos treinamentos e por se tratar de um jogo festivo, o time deve passar por algumas alterações com relação aquele que vinha atuando antes da parada da Copa do Mundo. O grupo tricolor treinou ontem pela manhã, com trabalhos focados para a velocidade dos atletas, e a tarde na parte técnica e tática.

As últimas atividades no JEC serão realizadas hoje, com treino às 9h e às 15h30, no CT Morro do Meio. “É um jogo festivo, mas todas as equipes que fazem amistoso contra nós querem ganhar e tirar uma casquinha. Então, temos que pensar da mesma forma, como mais um período de trabalho e um teste que vai nos condicionar a chegar bem na Série B”, disse o goleiro Ivan.

Para esta partida, Maria não poderá contar com o zagueiro Thiago Medeiros, que segue no departamento médico, tratando de uma lesão de grau dois no músculo posterior da coxa esquerda.

 

 

Expectativa de numeroso público

Com capacidade para 2 mil pessoas (na arquibancada coberta) e entrada liberada para o duelo entre América e Joinville, o Estádio Olímpico Sadalla Amim Ghanem deve receber grande público neste domingo (29) no jogo festivo. Caso ultrapasse esse número, os torcedores poderão assistir à partida em pé ao lado do alambrado.

“Acredito que a presença maciça da torcida é uma motivação a mais para os jogadores. Vendo o estádio lotado eles irão se empenhar ainda mais para fazer um bom trabalho em campo”, afirmou o treinador Leocádio Butuka. Segundo o presidente rubro João Barbosa, a expectativa é que três a quatro mil pessoas presenciem o amistoso.

 

 

Pontapé inicial com tetracampeão

Promovido pela atual diretoria do América, após o jogo será realizada uma confraternização, onde irão participar ex-dirigentes e atletas, além de convidados especiais do município. O clube estará entregando troféus como homenagem aos convidados. Além disso, o pontapé inicial da partida será dado por um ex-jogador que marcou história no clube. Renê Gonçalves, hoje com 88 anos, foi campeão catarinense nos anos de 1947, 1948, 1951 e 1952, quando atuava de ponta esquerda, e recebe esta homenagem do clube.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade