Publicidade
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Vendo a vida pela lente

Click! Edson Scharf manteve a tradição da família no ramo da fotografia

Redação ND
Joinville

Fabricio Porto/ND
Trabalho. Brincadeira de menino virou  coisa séria e, há quase quatro décadas, Edson vive da fotografia

“Até concluí a faculdade, mas nunca pensei em ser professor ou algo assim. A fotografia estava no meu sangue.”

Uma coisa é certa: não havia como Edson Clóvis Scharf seguir uma trajetória profissional longe da fotografia. Por menos que sua mãe quisesse. “Meu pai era fotógrafo profissional, assim como meus oito irmãos. Por isso minha mãe insistia que eu seria outra coisa na vida, menos fotógrafo.” Ainda que tivesse se formado em educação física, Edson foi outro fruto dos Scharf que caiu perto do pé: agora em março vai comemorar os quarenta anos de atividades da Foto Áurea – além das quase quatro décadas que ele próprio tem de profissão.

Desde que nasceu, em 1959, em Brusque, a vida de Edson girou em torno da fotografia, por conta do negócio do pai, criado em 1943 em Ituporanga. “Aos 10 anos eu gostava de pegar minha maquininha instamatic e sair fotografando as festas da família. Eu realmente gostava da fotografia, era empolgado.” Foi aí que a mãe vaticinou um futuro longe da profissão do pai e de todos os oito irmãos mais velhos.

Foi só até Edson chegar aos 15 anos, já com a família morando em Balneário Camboriú. Ele relata como foi o início da profissão: “Não me acertava muito bem com o estilo severo do meu pai, então resolvi trabalhar por conta própria. Só pedi para que ele me ajudasse a comprar uma moto, e fui à luta”. Assim, pilotando sua moto, Edson saiu pelas cidades da região, oferecendo seus serviços.

Um dia, após fotografar pela primeira vez um casamento, ganhou um elogio inesperado: “Um dos meus cunhados, fotógrafo exigente, achou meu trabalho muito bom. Isso foi um sinal para iniciar uma nova carreira”. Assim, entre casamentos, aniversários, bailes e outros eventos, Edson Scharf acabou se tornando o mais bem sucedido profissional da família – liquidando de vez a profecia-desejo da mãe.

Na terceira geração

Após o serviço militar em Blumenau, Edson foi fazer a faculdade de educação física em Florianópolis. Mas ficou pouco tempo por lá. Dois anos depois aportava em Joinville, onde adquiriu o estúdio fotográfico da irmã, Áurea, fundado em 1972. “Até concluí a faculdade, mas nunca pensei em ser professor ou algo assim. A fotografia estava no meu sangue”, garante.

No dia 7 de julho de 1980, Edson Scharf assumia a direção do tradicional endereço da Foto Áurea, na rua Padre Carlos, 166, perto do quartel dos bombeiros. Em 1995 abriu o Áurea Espaço Mágico, no shopping Mueller; mais tarde trocou de lado na própria rua Padre Carlos; desde 2007 ocupa o atual endereço, em prédio próprio na avenida Getúlio Vargas.

Edson se orgulha do pioneirismo em diversas ocasiões: “A Foto Áurea foi o primeiro estúdio de Joinville a fazer casamento em foto digital e também a ter um laboratório digital”. Profissional dedicado e ávido por novidades, Edson está sempre investindo em equipamentos e técnicas. “Sou realmente fissurado em fotografia, e fico empolgado a cada lançamento. Agora em março devo ir a Miami em busca de novidades.”

E, se Edson provou que a fotografia corre nas veias dos Scharf, a continuidade está garantida: os filhos André Luis, 28 anos, e Felipe Otávio, 25, já fazem parte da equipe da Foto Áurea desde a adolescência. É pouco? Do segundo casamento, Edson tem as filhas Júlia Vitória, 8, e Helena Cristina, de 1 aninho, mais duas candidatas à sucessão. Tem mais: “No dia do meu aniversário, 14 de fevereiro, nasceu meu primeiro neto, Nicolas”. Por enquanto, o bebê é apenas modelo, mas...

 

Serviço | Onde encontrar

Foto Áurea

Onde: avenida Getúlio Vargas, 641

Contato: 3422-7200

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade