Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Um encontro entre Zumbi dos Palmares e a Copa Lord vai homenagear a história dos negros

Escola do Morro da Caixa vai resgatar a cultura negra africana na passarela Nego Quirido

Felipe Alves
Florianópolis
24/02/2017 às 11H28

A comunidade do Morro da Caixa vai levar para a avenida o enredo campeão de 1996, uma homenagem ao legado de Zumbi dos Palmares. A história reeditada vai levar a cultura negra para a passarela.Trajes típicos, danças e até instrumentos musicais africanos vão fazer parte do desfile. A proposta é homenagear “aqueles que deram força e a base cultural para este reino e para esta negra nação brasileira”.

Negros, orixás e as festas típicas dos negros, vão estar representados nos carros alegóricos e fantasias. O enredo imagina um fictício encontro entre Zumbi de Palmares com a Copa Lord. Após aceitar o convite de Palmares, a comissão da Copa Lord teve a opotunidade de presenciar os movimentos das danças e o ritmo dos instrumentos, a musicalidade e a firmeza rítmica daquele povo que era muito semelhante ao existente em seu reino.

Fundada em 1955, a escola é a segunda mais antiga da cidade e, neste período, levou 18 títulos para casa. Mas desde 2010 a escola está em jejum e pretende voltar com a taça para casa ao falar de suas raízes na avenida.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira honra o pavilhão da Copa Lord - Marco Santiago/ND
O casal de mestre-sala e porta-bandeira honra o pavilhão da Copa Lord - Marco Santiago/ND



Enredo: Eu sou filho do Batuque, neto do Abatá-Kotô

Ordem no desfile: 4ª (2h45)

Presidente interino: Josué Costa

Rainha: Caroline Maier

Rainha de bateria: Aline Mombelli

Fundação: 25 de fevereiro de 1955

Localidade: Morro da Caixa, Florianópolis

Cores: amarelo, vermelho e branco

Títulos: 23 no Grupo Especial

Posição em 2016: 3º lugar

 

Samba-enredo

Autores: Paulinho Carioca, Vicente Marinheiro, Márcio Martins, Edu Aguiar e Celinho da Copa Lord

 

Viajando para o reino dos palmares

Com a Embaixada dos meus sonhos

Sob a saga de Zumbi

No quilombo eu vivi a libertação

 

África, magia, Zumbi esperança um dia

Liberdade uma luz que reluzia (2x)

 

E lá no reino de Zambi eu me senti como um rei

Ao som do batuque me transformei

E assim me despi da fidalguia

A minha raiz eu encontrei (2x)

 

Hoje nossa escola na avenida

Nesse misticismo vem mostrar

Lendas e costumes de uma raça

A Nego Quirido de novo balançar

 

Agogô, xequerê, atabaque, ganzá

Axé pro meu povo cantar

E nesse palco iluminado

Minha Copa Lord vai brilhar

 

Mamãe Oxum, Iemanjá sereia

Salve todos os orixás, oxalá clareia (2x)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade