Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Campeonato de rolimã agita zona Sul de Joinville neste fim de semana

Evento é aberto ao publico em geral, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas na hora

Shirlei Paterno
Joinville
11/11/2016 às 20H58

Vai ser dada a largada! A partir das 10h deste domingo, os carros “voam alto” no grand prix de velocidade que acontece na zona Sul de Joinville. Mas não pense que você vai encontrar potentes carros, ouvir o ronco dos motores e ver pilotos famosos, porque a intenção do evento é uma só: voltar a ser criança.

Elias Petry (esquerda.) e Aldoino Visentainer, conhecido como Bidu, montam carrinhos para a competição - Carlos Junior/ND
Elias Petry (esquerda.) e Aldoino Visentainer, conhecido como Bidu, montam carrinhos para a competição - Carlos Junior/ND



Pelo sétimo ano seguido a rua Fernando Nunes Santana, no bairro João Costa, vira palco do único evento catarinense no calendário oficial brasileiro do Rolimã Brasil. O 7º Campeonato de Rolimã Joinville surgiu durante um bate-papo entre amigos e tinha a intenção de resgatar a brincadeira da infância, explica um dos organizadores do evento, Elias Petry.

E para competir, só existe uma regra: tem que ser com um carrinho artesanal, construído de madeira e tendo rolamentos no lugar das rodas. Quem quer participar, porém, não tem o rolimã, não precisa se preocupar, a organização construiu cerca de 20 carrinhos que serão emprestados aos competidores.

Foram dois dias de trabalho, cada carrinho leva cerca de duas horas para ficar pronto e todo material utilizado é doado por empresas da cidade. A mão de obra fica por conta de Petry e Aldoino Visentainer, conhecido como Bidu, campeão quatro vezes da disputa realizada na zona Sul. “Até o início da partida eu faço parte da organização, mas quando começa eu viro competidor”, conta o piloto que pediu os dias de folga na empresa onde trabalha em São Francisco do Sul, para ajudar a construir os rolimãs.

Como tudo é construído através de doações, ao término da competição quase todos os carrinhos também são doados. “Vem uma criança pede, vem outro pede e a gente dá”, conta Petry. A competição que já é tradicional na rua, não incomoda os vizinhos, “alguns até participam”, relata.

O campeonato que começou como brincadeira e na sua primeira edição contou com apenas oito pilotos atingiu 52 competidores no ano passado. As inscrições podem ser feitas no local do evento e são gratuitas.

Qualquer pessoa a partir dos oitos ano pode participar, as disputas são divididas em cinco modalidades: fraldinha (8 a 10 anos), infantil (10 a 12 anos), juvenil (12 a 15 anos), masculino e feminino, acima dos 16 anos.

As disputas acontecem em dupla, o mais rápido se classifica e continua da competição. Os três primeiros colocados de cada categoria recebem troféu como premiação. Os organizadores garantem: são aproximadamente 11 segundos de alegria e diversão. Se chover o evento será transferido para o feriado de terça-feira (15).

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade