Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

O dia-a-dia de Joinville e região contado por Luiz Veríssimo.

  • Merísio anuncia que Joinville vai ocupar a secretaria da infraestrutura em seu governo

    O candidato a governador Gelson Merísio (PSD) reservou uma surpresa para Joinville na sua palestra desta segunda-feira (17). O primeiro item de sua “Carta de Joinville”, entregue e lida para representantes das principais entidades empresariais da cidade é “incluir” Joinville no centro de decisões do governo. O compromisso é destinar duas secretarias importantes, a de Infraestrutura e a de desenvolvimento econômico para “representantes” de Joinville.

    Durantes as muitas entrevistas que concedeu na cidade antes mesmo de ser homologado candidato, Merísio repetiu que iria assumir a folha de pagamento do Hospital Municipal São José e aumentaria mil soldados na PM da cidade em quatro anos, sendo mil deles já no primeiro, que também integram a “Carta de Joinville”. Nunca se manifestou quanto a cargos em seu governo, caso seja eleito. No documento que entregou aos presentes no auditório da ACIJ (Associação Empresarial de Joinville) acrescentou as duas[...]

    Leia mais
  • Joinville vai ganhar um prédio no centro com três torres de 22 andares

    Joinville vai ganhar três torres de 22 andares cada uma bem no centro da cidade. Avaliada em R$ 180 milhões e construída graças a uma parceria inédita entre o Governo do Estado, Prefeitura de Joinville e iniciativa privada, a obra inclui também um teatro público para 1000 lugares e estacionamento para 800 veículos no terreno do Estado atrás da atual sede da ADR (Agência de Desenvolvimento Regional).

    O primeiro passo ocorreu no final da tarde desta quarta-feira (12) com a assinatura do protocolo de intenções na Prefeitura de Joinville. “As Torres Trigêmeas” já tem dois grupos interessados, um deles é o Perini Business Park. Seu diretor-presidente, Marcelo Hack, confirma: “há interesse, mas vamos esperar por mais detalhes do projeto”. O Estado entra com o extenso terreno e a empresa que construir recebe uma das torres. As outras serão ocupadas por vários órgãos estaduais e outros do município das áreas cultural e de inovação.

    Teatro

    Joinville[...]

    Leia mais
  • Preso novamente um dos assassinos de dois policiais rodoviários federais em Joinville

    Uma prisão no interior de Araquari (SC) obrigou os joinvilenses a lembrar de um dos crimes mais hediondos dos últimos 30 anos, além de forçar uma reflexão sobre o Código Penal Brasileiro. Pedro Rodrigo (“Rodrigão”) Pereira dos Santos, 41 anos, estava foragido da Penitenciária Industrial de Joinville desde o ano passando, quando conseguiu o benefício de trabalhar externamente, mesmo tendo sido condenado pela Justiça Federal a 34 anos de prisão. Na última quinta-feira (6) ele foi preso com documentação falta.

    Aos 24 anos, em 13 de abril de 2001, “Rodrigão” e Valdir Saggin estavam foragidos da Justiça quando o veículo que viajavam de Curitiba para Itajaí foi interceptado na BR-101 por uma viatura da Polícia Rodoviária Federal de Pirabeiraba. Já estava escuro e eles só pararam o carro na Estrada dos Suíços, zona rural de Joinville, que (ainda) não tem asfalto e nem iluminação. Os policiais Airton Machado Borges e Rodrigo Zonta (acadêmico de[...]

    Leia mais
  • Após receber inquérito, Ministério Público deve solicitar prisão do pai do menino Jonatas

    O Ministério Público deve pedir até o final desta semana a prisão preventiva de Renato Openkoski, pai do menino Jonatas, personagem da maior campanha comunitária já realizada em Joinville. O inquérito policial concluiu que ele é culpado e o indiciou por estelionato e apropriação indébita, mas a prisão preventiva foi justificada como forma de ele parar de pedir dinheiro (e não mais depósito no banco) para ajudar o filho, sob a alegação de que as contas bancárias estão bloqueadas.

    Médico envolvido

    O pedido de prisão preventiva também foi feito para o médico Danny César de Oliveira, residente em Balneário Camboriú e amigo do casal Openkoski, por ter cometido “falso” testemunho. O Ministério Público recebeu o inquérito na última sexta-feira e tem cinco dias para dar encaminhamento ao “Caso Jonatas”. Segundo uma fonte do Ministério Público, a prisão preventiva deve ser solicitada ao juiz Márcio Renê Rocha (Vara da Infância e Juventude)[...]

    Leia mais