Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

O dia-a-dia de Joinville e região contado por Luiz Veríssimo.

Não foi furto e sim assalto à mão armada, esclarece tenente-coronel da PM

Comandante do 8º Batalhão da PM em Joinville diz que fez o que recomenda a PM recomenda: não reagir

Luiz Veríssimo

Não foi furto e sim assalto à mão armada. O esclarecimento é do tenente-coronel Jofrey Santos da Silva, feito à coluna no final da tarde desta quarta-feira (18), após ler a informação no ND Online. Além do comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar ter sido vítima de assalto – um exemplo de ninguém em Joinville está imune deste tipo de ação de marginais – o caso acabou sendo o início de uma investigação que deverá implodir uma quadrilha especializada em receptar carros de luxo na região.

A vítima confirmou à coluna que estava em uma pizzaria na rua Iririú, terça-feira à noite, quando foi até o seu Ford Fusion, cor banca, buscar a carteira. Quando chegou a uma rua pouco movimentada, onde o carro estava estacionado, próximo da pizzaria, foi rendido por dois homens armados.

- Sou faixa preta de Caratê desde 1989. Sou atirador com treinamento na PM. Fiz aquilo que recomendamos para todos que são vítimas deste tipo de assalto. Não reaja. Entreguei a chave e o celular como eles pediram. Marquei bem as características deles. Fiz o que também recomendamos a todos: confiem na PM e na Polícia Militar e não reaja.

No dia seguinte, quarta-feira (18), o carro foi recuperado e um dos assaltantes preso. O comandante do 8º BPM não quis adiantar mais detalhes sobre a prisão, mas admitiu que ele integra uma quadrilha de receptadores de carros, que “contrata” marginais para buscar “encomendas” nas ruas. “Continuamos investigando”, concluiu o tenente-coronel Jofrey, um dos comandantes da PM mais admirados de Joinville pela competência no cargo e a educação como trata os contribuintes.  

Publicidade
Publicidade
Publicidade