Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Confira a análise da partida entre JEC x América e também os bastidores do Joinville

A segunda-feira foi agitada. Leandro Campos disse que foi orientado a não dar entrevista. O Nereu Martinelli desmentiu

Juca Miguel
Carlos Junior/Arquivo ND
Nereu disse ao colunista que não proibiu ninguém de falar com a imprensa

 

Não quer falar?
O repórter Gabriel Fronzi, da Rádio Cultura, trouxe a informação que após o coletivo apronto para enfrentar o América-RN, o técnico Leandro Campos teria dito que, à pedido da diretoria, não falaria com a imprensa na véspera do jogo contra o alvirrubro potiguar. Por telefone, o presidente Nereu Martinelli falou ao colunista que em nenhum momento proibiu o técnico Leandro Campos de falar com a imprensa. Sobre os atletas, Nereu Martinelli disse que neste momento os atletas tinham que “falar menos e jogar mais”. Mas o presidente não orientou nem um atleta a não falar. Penso que seria um absurdo proibir algum atleta ou até mesmo o técnico de dar entrevista. Aparecer para falar sobre o jogo só quando a coisa esta boa é fácil. O caminho não é por aí.

 

Calma e tranquilidade
Hoje às 21h na Arena o  tricolor recebe  o América-RN, quarto colocado na tabela de classificação da Série B. O fracasso para o CRB tem de ser página virada. A melhor coisa da derrota são as lições que tiramos dela. Assim, entendo que o Joinville deverá ter outra postura diante do dragão. Vencer o América-RN significa colar no G-4 e chegar aos 21 pontos. Mas tudo com muita tranquilidade. O alvirrubro potiguar sabe da qualidade do tricolor jogando em casa e virá fechadinho. Já o tricolor tem de manter a mesma pegada de outros na Arena. Mas fica o alerta. Nos outros jogos o Joinville não tomava gols pelas alas, porque a cobertura quando os laterais Eduardo e Tarcísio subiam para o ataque estava sendo bem realizada pelos volantes. Como o América-RN vai explorar muito os contraataques, tanto Galydson quanto Leandro Carvalho tem de estar ligados para não errar na cobertura principalmente de Eduardo que apóia bastante.

 

Vencer ou vencer
A Krona Futsal joga hoje às 18h precisando vencer o Floripa para não desgarrar dos líderes. Um tropeço em casa deixa a equipe de Ferretti complicada na competição. Tem de ir pra cima e fazer um bom saldo, porque o confronto direto vale muito como critério de desempate. Com o Centreventos ocupado pelo Festival de Dança, a Krona tem de jogar no acanhado ginásio da Univille. E a Areninha quando vai sair?

 

Análise JEC x América-RN
Até aqui, o dragão jogou cinco partidas fora de casa (uma vitória, um empate e três derrotas). Fez oito gols e levou onze. Só não balançou as redes na derrota para o Paraná Clube. Analisando as estatísticas, ambos são muito parecidos no aproveitamento dos cruzamentos, passes, desarmes e dribles. A superioridade do tricolor está nas finalizações.  São 42% de acerto contra 36% do Mequinha. Fora de casa o técnico Roberto Fernandes altera o esquema tático conforme o adversário, mas sempre improvisa o volante Ricardo Baiano como terceiro zagueiro, assim como jogava Fabiano Silva. No ataque, Lúcio é o homem que requer maior atenção. Tem quatro gols e cinco assistências. E Pedro Paulo, olho no Isac, principalmente na bola aérea.

 

Vem zagueiro pro JEC
Nereu Martinelli ainda informou ao colunista que um zagueiro deve chegar nesta quarta ou no máximo quinta-feira.  O presidente do tricolor completou ainda dizendo que um time grande de São Paulo estava interessado em pagar a multa de R$ 2 milhões e levar o lateral-direito Eduardo.

 

Torcida ficou de fora
No treino de ontem, a torcida foi proibida de entrar no CT do Morro do Meio. O presidente Nereu Martinelli disse que tomou a medida para preservar os atletas e também os torcedores. Entendo que o sócio tem todo o direito de protestar e reclamar. Só não faltar com respeito nem proferir palavrões.

 

Adaílton neles!
O técnico Leandro Campos pediu insistentemente um atacante rápido e veloz. O presidente Nereu Martinelli trouxe Adaílton, que  entrou, fez gol e mostrou que joga bem nos dois lados do campo.  Jogando em casa, o tricolor tem de entrar no 4-4-2, para pressionar o adversário.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade