Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Todas as novidades do Carnaval de Floripa: as festas programadas, bastidores e o aquecimento dos tamborins até o grande dia da festa!

  • Sem vencer desde 2010, Copa Lord leva para casa o 20º título de sua história

    Do alto do Morro da Caixa, dona Uda Gongaza, 80 anos, recebeu na tarde de ontem o troféu que orgulhou e consagrou a comunidade este ano: a Embaixada Copa Lord é a campeã do Carnaval 2018. Depois de sete anos sem vencer e oscilar entre o segundo e terceiro lugar, a escola conquistou os jurados com um enredo em homenagem ao manjericão e levou para casa o 20º título. Na passarela Nego Quirido, a comemoração foi dividida com a vice-campeã, Os Protegidos da Princesa, em um momento histórico que uniu as duas agremiações mais antigas da cidade.

    Com o atraso de dois minutos na avenida da Unidos da Coloninha, campeã em 2017 e 2018, e também da Consulado em minuto, a expectativa era uma disputa acirrada de pontos entre Copa e Protegidos. Na apuração, cada décimo de ponto fez a diferença e, por meio ponto, a Copa Lord levou o troféu para casa, fechando o Carnaval com 24 notas “10”, das 27 possíveis.  

    Com um enredo focado no manjericão e em seus diversos usos ao[...]

    Leia mais
  • Modelo do Carnaval de Florianópolis deverá ser revisto para 2019

    O modelo dos grupos de escolas de samba do Carnaval da Grande Florianópolis deve ser reavaliado pela Liesf (Liga das Escolas de Samba) e prefeitura da Capital. Pelo segundo ano, somente as seis escolas do grupo Especial desfilaram na passarela Nego Quirido. Outras 10 agremiações, que compõem os grupos de Acesso e Acesso A, não saíram na avenida por falta de verbas.

    Para o presidente da Liesf, Fábio Botelho, Florianópolis não tem condições de ter 16 escolas de samba hoje. “Em março vamos fazer o planejamento para 2019. Vamos fazer uma avaliação e corrigir o que precisar. Vamos ter que repensar o modelo de Carnaval e trazer mais iniciativa privada”, afirma. O grupo de Acesso foi criado em 2011 e o de Acesso A, em 2015. O ano de 2016 foi o único em que os três grupos desfilaram.

    Carnaval 2018 em Florianópolis  - Daniel Queiroz/ND
    Carnaval 2018 em Florianópolis - Daniel Queiroz/ND



    Segundo o superintendente de cultura e turismo de Florianópolis, Vinicius de Luca, a prefeitura vai se reunir internamente e[...]

    Leia mais
  • Homenagem a Joãosinho Trinta é a aposta da Consulado para o desfile de 2018

    No ano em que o carnavalesco Joãosinho Trinta completaria 85 anos, a escola de samba Consulado presta uma homenagem ao maranhense que fez enorme trajetória no Carnaval do Rio de Janeiro. O enredo “Os Sete Reinados do Rei João” leva 22 alas e três alegorias (sendo um quadripé) para a passarela Nego Quirido. Última a desfilar, a Consulado entra na avenida às 5h35 de domingo.

    Consulado entrando na passarela Nego Quirido na madrugada de domigo - Marco Santiago/ND
    Consulado entrando na passarela Nego Quirido na madrugada deste domigo - Marco Santiago/ND


    O enredo não conta a história de vida de Joãosinho, mas exalta sete enredos históricos levados pelo carnavalesco à Sapucaí ao longo de sua trajetória. A comissão de frente representa Joãosinho ainda menino ouvindo diversas histórias, em especial o romance francês Os Miseráveis, de Victor Hugo, que inspirou Joãosinho em um enredo futuramente.

    O carnavalesco Raphael Soares estuda a obra de Joãosinho há anos e sempre quis prestar uma homenagem ao maranhense. “No começo da carreira ele[...]

    Leia mais
  • Seis escolas de samba desfilam neste sábado de Carnaval na Nego Quirido

    Quando o relógio marcar 22h30 neste sábado e o alarme ecoar pela passarela Nego Quirido, o samba vai tomar conta da cidade. As escolas Dascuia, Nação Guarani, Unidos da Coloninha, Embaixada Copa Lord, Os Protegidos da Princesa e Consulado terão, cada uma, 70 minutos para apresentar na passarela o tão planejado desfile de Carnaval. Mestres-salas, porta-bandeiras, ritmistas, baianas, passistas, rainhas, princesas e centenas de componentes entram na avenida com um objetivo: manter viva a cultura do Carnaval.

    Por questões financeiras, somente as seis escolas de samba do grupo Especial vão desfilar este ano. As outras 10 agremiações, dos grupos de Acesso e Acesso A, ficam de fora pelo segundo ano consecutivo. Sem o risco de rebaixamento, as seis escolas do grupo de elite vão lutar pelo troféu que, nos últimos dois anos, ficou com a Unidos da Coloninha.

    Com o desfile confirmado em meados de dezembro, as escolas tiveram menos de dois meses para tirar do papel suas ideias,[...]

    Leia mais