Publicidade
Quinta-Feira, 22 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 19º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

  • 'Operação Lula' começou no gabinete do PGR Janot

    A operação Aletheia da Polícia Federal prenderia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas a cúpula da Justiça e o núcleo duro da Lava Jato, reunida na Procuradoria Geral da República, decidiu que uma condução coercitiva dele neste momento seria o mais importante para ele esclarecer a ligação de empreiteiras do 'Petrolão' nos gastos no sítio em Atibaia e no apartamento triplex no Guarujá.

    A condução coercitiva foi rascunhada no gabinete do PGR Rodrigo Janot na noite desta quinta-feira, quando ele reuniu a força-tarefa dos investigadores de emergência. 

    O procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, reuniu de emergência ontem às 18h30 o núcleo duro da operação Lava Jato na cúpula da Procuradoria. Trancaram-se com ele todos os investigadores e os dois responsáveis por rascunhar pedidos de prisão.

    A reunião na PGR já é conhecida por gabinetes do andar por preceder grandes operações da Polícia Federal. Janot tem em mãos há dias o[...]

    Leia mais
  • ‘Admiração não é pecado’, diz empresário da foto com ministro Barbosa

    O empresário Antônio Mahfuz, que em Novembro tirou foto em Miami com o presidente do STF, Joaquim Barbosa, resolveu quebrar o silêncio.

    A imagem ganhou as redes sociais e virou polêmica, aproveitada pelos mensaleiros condenados para criticarem Barbosa.

    Mahfuz, que vive na Flórida desde 2000, já foi condenado e responde a processos no Brasil. Em e-mail enviado ao amigo deputado Moreira Mendes (RO), líder do PSD, o empresário desabafa: ‘Admiração não é pecado’.

    Com apenas 10% da visão após cirurgia, Mahfuz entrou no bar e viu fila para tietar um famoso, segundo conta, mas não sabia quem era. Só percebeu ser Barbosa quando se aproximou. O ministro realmente não o conhecia, como avisou assessor.

    A foto foi tirada num restaurante brasileiro em Miami, daí o assédio ao ministro – que possui apartamento na cidade. Muitas pessoas pediram autógrafos e fotos, e Barbosa as atendeu.

    ‘Como os demais brasileiros, fui fotografado pelo celular’, diz Mahfuz,[...]

    Leia mais
  • ‘Cristal Bruto’ rampa abaixo

    No apagar das luzes do Governo, Dilma Rousseff – a Cristal, apelido usado pela segurança presidencial para identificá-la – retomou o perfil de “mandona”. Não deu ouvidos aos auxiliares que queriam demovê-la da ideia de descer a rampa do Palácio do Planalto na quinta-feira, 12, após ser notificada do processo de impeachment.  Ríspida, avisou que quem quiser que a acompanhe na derradeira caminhada literal para a rua.

    Sem lapidação

    A equipe de segurança da Presidência não aguenta mais a chefe. Com seu ar arrogante, Dilma ganhou o velado apelido de Cristal Bruto.

    Obediente vem aí

    Os agentes e oficiais militares estão menos tensos. Dizem entre portas que o futuro chefe, Michel Temer, é obediente aos roteiros e protocolos.

    Claque paga

    Movimentos sociais esperam reunir 4 mil mulheres para acompanhar o adeus – provavelmente definitivo – da “companheira”.

    Desencontros

    Profissionais da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) estão surpresos[...]

    Leia mais
  • ‘DR’ no PMDB

    No conhecido bordão de um casamento em crise, o PMDB entrou numa ‘DR’ – Discutir a Relação – neste fim de semana. Não com o PT, mas entre os próprios pares. A bancada na Câmara comemorava dois ministérios e o vice-presidente, Michel Temer, barrou – com a fusão de Portos e Aviação, ele perde as duas pastas de sua cota, para o de Infraestrutura, que ficaria com Celso Pansera (RJ), apadrinhado por Eduardo Cunha. Para piorar o cenário, 20 deputados que se sentem alijados do programa de TV do partido, em exibição, vão questionar oficialmente a Executiva e querem espaço.

    Promessa

    A presidente Dilma garantiu ao líder do PMDB, Leonardo Picciani, que a bancada terá dois ministérios como prometido, de uma forma ou outra.

    Recado

    Não confiante em Dilma, Eduardo Cunha soltou a primeira bomba. Abriu os trabalhos na quinta com leitura do ritual de impeachment em resposta a questão de ordem do DEM.

    Vá lá você!

    O líder do PT, Sibá Machado (AC), anda[...]

    Leia mais