Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 29º C
  • 23º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

  • Candidatos apostam no horário eleitoral para conquistar eleitores

    Os candidatos começam a gravar em estúdio suas inserções e programas para o horário eleitoral gratuito em rádio e TV, e apostam tudo na telinha. O PT aguarda autorização da Justiça para usar vídeos depoimentos de Lula da Silva direto da salinha da PF onde está preso, condenado por corrupção.  Com maior tempo, mais de 5 minutos, Geraldo Alckmin (PSDB) terá sua última chance de subir, será totalmente programático e citando números das suas gestões no Estado de São Paulo. Apesar de dizer que evitará ataques ao PT e ao discurso de Jair Bolsonaro, lançou ontem seu primeiro vídeo de campanha com indireta ao candidato do PSL dizendo que os problemas do país não serão resolvidos a bala.

    Até a urna

    Lula insiste em manter seu nome e quer tocar a defesa com viés político até ficar sub judice. Ele quer aparecer com a foto nas urnas. Candidato de fato, Haddad está nervoso.

    Tela nacional

    Institutos de pesquisas que realizam sondagens esta semana já[...]

    Leia mais
  • Propostas de presidenciáveis para segurança são “frágeis”

    O Fórum Brasileiro de Segurança Pública analisou uma a uma as propostas dos 13 candidatos à Presidência, registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e concluiu que as peças são tímidas e frágeis diante do cenário de avanço da criminalidade em todo o País. “Infelizmente, a segurança pública não mereceu a atenção que os números exigem: 64 mil mortes em 2017, 60 mil estupros, entre outros que somam a tragédia brasileira na violência”, resume Renato Sérgio de Lima, diretor-presidente do Fórum. Anuário divulgado pela entidade há duas semanas revelou que o Brasil bateu novo recorde e teve maior número de assassinatos da história com 7 mortes por hora em 2017.

    Presídios

    As propostas, segundo Renato de Lima, não especificam, por exemplo, como se dará a construção de respostas e políticas eficientes para o problema dos presídios.

    Armas

    O presidente do Fórum observa ainda que nenhum candidato detalhou medidas eficientes para o controle de[...]

    Leia mais
  • General vice de Bolsonaro aparece bem nas pesquisas

    Além do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), seu vice também aparece em alta popularidade nas sondagens. O General Mourão lidera com 13,6%, seguido de Fernando Haddad (12,3%) na mais recente sondagem da Paraná Pesquisas, que perguntou a mais de 2 mil eleitores ‘Qual o candidato a vice mais gosta ou simpatiza’. Mas a rejeição do povo está alta também. O item ‘não sabe’ alcança 27,3%, e ‘nenhum’ chega a 30,3%. Ou seja, 57,6% dos ouvidos não simpatizam com vices.

    Combo-eleitor

    Já aparecem ofertas do Combo-Eleitor. Mensagens de e-mail anunciam 4 cursos online para candidatos entenderem o ‘eleitor conectado’: de R$ 690 por R$ 390.

    Te amo, Brasil?

    Ex-presidente do BC e ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB) declarou R$ 6,8 milhões em conta no exterior. Dilma tinha mais de R$ 150 mil guardados em casa.

    Privacidade eleitoral

    Em tempos de violência em alta, para preservar os candidatos, o TSE não detalha mais endereços dos bens ou cidades[...]

    Leia mais
  • Ana Amélia como Vice foi recado de Alckmin para emissoras

    A escolha da senadora Ana Amélia (PP-RS) como sua vice deixou o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) numa situação menos incômoda que tirava o sono de muita gente nas duas maiores emissoras do País, a Globo e a Record. Todos os partidos do ‘Centrão’ que apoiam Alckmin indicaram vices. Se ele escolhesse um nome do PRB – ligado à Igreja Universal e à Record – compraria uma briga gigante com a emissora concorrente. Foi estratégico. O tucano emitiu sinais de que não quer briga. Não deixará de acolher, obviamente, as demandas da Record se vencer a eleição.

    De casa

    Ana Amélia de certa forma é egressa da Globo. Ela foi conhecida apresentadora da afiliada no Rio Grande do Sul até se eleger senadora.

    Sem escolta

    Nem todos os 13 candidatos a presidente terão escolta de agentes da Polícia Federal na campanha. A PF informou que não pode se pronunciar sobre contingente.

    Na pista

    Com tantos apps diferentes, para não perder votos, o cidadão decidiu[...]

    Leia mais