Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

'Operação Lula' começou no gabinete do PGR Janot

A operação Aletheia da Polícia Federal prenderia o ex-presidente Lula da Silva, mas a cúpula da Justiça e o núcleo duro da Lava Jato, reunida na Procuradoria Geral da República, decidiu que uma condução coercitiva dele neste momento seria melhor

Leandro Mazzini

A operação Aletheia da Polícia Federal prenderia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas a cúpula da Justiça e o núcleo duro da Lava Jato, reunida na Procuradoria Geral da República, decidiu que uma condução coercitiva dele neste momento seria o mais importante para ele esclarecer a ligação de empreiteiras do 'Petrolão' nos gastos no sítio em Atibaia e no apartamento triplex no Guarujá.

A condução coercitiva foi rascunhada no gabinete do PGR Rodrigo Janot na noite desta quinta-feira, quando ele reuniu a força-tarefa dos investigadores de emergência. 

O procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, reuniu de emergência ontem às 18h30 o núcleo duro da operação Lava Jato na cúpula da Procuradoria. Trancaram-se com ele todos os investigadores e os dois responsáveis por rascunhar pedidos de prisão.

A reunião na PGR já é conhecida por gabinetes do andar por preceder grandes operações da Polícia Federal. Janot tem em mãos há dias o conteúdo da delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS). 

30 milhões

O que está nas mãos do PGR é bombástico. Há informações de uma propina de R$ 30 milhões na compra de Pasadena para uma importante figura da República. E não é Lula.

Bunker blindado

Um alto funcionário da PGR responsável pelos pedidos de prisões nas operações da PF mudou-se da casa no Lago Sul para um apartamento funcional no Plano. Por segurança

Tô fora

A decisão de Delcídio fazer a delação premiada veio após um tremendo susto ao ouvir de um dos advogados que ficaria na cadeia enquanto a Lava Jato durasse.

Teori topou

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, aceitou parte da delação de Delcídio, e vai homologá-la. Excluiu os trechos que já são de ciência da PGR: o que cita agenda com o presidente do STJ, Francisco Falcão, e o que lança suspeitas sobre ‘cobrança de pedágio’, por senadores, para blindar empreiteiros na CPI da Petrobras.

O aval

Se Delcídio comprovar que Lula mandou pagar mesada pelo silêncio de Nestor Cerveró, o ex-presidente fica passível de prisão. O senador teria ouvido do Barba a frase “você tem todas as ferramentas para resolver isso”, em visita ao Instituto Lula em SP.

Força-Tarefa

Não só a presidente Dilma tentou soltar Marcelo Odebrecht, como cita Delcídio na delação. Meses atrás seu pai, Emílio, desceu de jatinho na fazenda de Iris Rezende no Mato Grosso, para tentar contato com a ministra Laurita Vaz. Iris foi padrinho dela na nomeação para o Tribunal, e havia HC na mesa de Laurita. Ela não quis conversa.

Fui!

Pode ser compromisso de urgência, desespero, ou só coincidência. O presidente do Senado, Renan Calheiros, antecipou seu voo para 15h de ontem e vazou de Brasília.

Sinal truncado

Ex-presidente da comissão, o senador Cristovam Buarque pressiona o atual, Lasier Martins (PDT-RS), a manter a equipe na Ciência e Tecnologia. Há informações de que Lasier pode empregar ali ex-funcionários da Rede RBS, onde já trabalhou. A comissão é responsável por concessões de rádio e TV, e a RBS é alvo da Operação Zelotes.

Sindi-PMDB

Membro da executiva do PMDB em SP, Antônio Neto foi reeleito presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros para mais cinco anos de mandato, durante o II Congresso Nacional. A CSB é o braço sindical do PMDB com aval do vice Michel Temer.

Home Office

Projeto de lei do deputado Mauro Mariani (PMDB) que autoriza o microempreendedor a usar a residência como sede de trabalho, o famoso home Office, está pronto para virar lei, em apreciação pelo Senado. Mais de sete milhões de autônomos serão beneficiados.

Lupa no MJ

Já chegou aos colegas a fama de “metódico” do ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva. Os escolhidos de seu gabinete terão como ordem passar um pente fino nos programas e contratos da pasta. Mas sem caça às bruxas, é para se inteirar da gestão.

Autorreflexão

Caciques tucanos estão preocupados com o revelado pela recente pesquisa Datafolha. Estão dispostos a rever a política de perenes ataques ao governo Dilma e a Lula, e focar em pautas mais propositivas, em vez das seguidas críticas e ataques.

Nova fase

Uma das apostas da oposição é mobilizar as bancadas para aprovar a pilha de projetos de combate à corrupção esquecidos na Câmara e no Senado.

Ponto Final

O brasileiro Marcos Fortunato conseguiu licença para produzir máquinas de videobingo nos EUA. A tecnologia é nacional e a produção é  fora do Brasil

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade