Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

Homem pega dois voos em aeroportos brasileiros com arma de pressão na bagagem de mão

Em tempos de potenciais terroristas no Brasil, um executivo do setor de comunicação fez teste involuntário de segurança de aeroportos nos dias 21 e 22 de julho em Minas Gerais

Leandro Mazzini
Divulgação/ND

 

Em tempos de potenciais terroristas no Brasil, um executivo do setor de comunicação fez teste involuntário de segurança de aeroportos nos dias 21 e 22 de julho em Minas Gerais. Sem saber que portava na mala uma réplica de pistola 9 milímetros, com componentes de metais e guardada num compartimento secreto, ele passou sem ser parado no pórtico antimetal de revista dos embarques dos aeroportos de Confins, em Belo Horizonte, na quinta; e no de Montes Claros, na sexta, de volta à capital. Embarcou no avião com a réplica na bagagem de mão, e só descobriu quando voltou para casa. 

 

Pistola de pressão

A Coluna tem os números dos voos, mas vai preservar o passageiro. Uma pistola de pressão como a do caso, na mão de um psicopata, pode provocar um desastre.

Porta aberta

Está fácil entrar na área externa do Palácio do Planalto. Ninguém é parado, pode ser de carro ou a pé. Um maluco consegue detonar explosivos bem debaixo da marquise.

Porta aberta 2

Qualquer um com crachá de servidor ou de jornalista entra armado até o plenário da Câmara ou Senado sem ser parado. Quando fez pente-fino, Eduardo Cunha foi criticado.

Animal!

Nasceu o primeiro partido, extraoficial por ora, voltado para a defesa dos animais. Foi lançado em Brasília por grupo de 101 ativistas veganos, ligados a mais de 30 ONGs de 17 Estados. Agora, vão colher assinaturas e elaborar o estatuto do ANIMAIS, para dar entrada no TSE. Será o primeiro da AL e o 14º no mundo.

APO$

Apesar da demissão em massa que vem aí na Autoridade Pública Olímpica, a Casa Civil do Planalto está de olho no órgão, que tem 131 vagas e quatro diretorias – estes com salários de R$ 21 mil, cada, mais auxílio-moradia de R$ 4,5 mil.

Fraude cancerígena

Médicos de seis Estados estão na mira de investigações da polícia – inclusive da Federal – sob acusação de emissão de laudos para possibilitar o saque do FGTS para falsos portadores de câncer.  E não há só médicos. São dezenas de funcionários dos hospitais.

Susto

O helicóptero da PRF que caiu no heliponto do Palácio Guanabara no Rio estava a serviço do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Ninguém se feriu.

Mais um

Cláudio Francisco de Freitas, apadrinhado por Michel Temer, será nomeado como um dos chefes do escritório da APO em Brasília.

Palanque

Antes de virar réu na justiça federal em Brasília, o ex-presidente Lula foi assediado por dezenas de candidatos a prefeituras de Norte a Sul, de vários partidos. O Barba afirmou que ainda é cedo para bater o martelo sobre eventuais apoios. Ainda mais agora..

Fila anda

Ex-presidente do PT e ex-ministro dos Governos Lula e Dilma Ricardo Berzoini está na mira do camburão. A delação premiada do ex-executivo da Andrade Gutierrez Flávio Gomes Machado Filho o enquadra de jeito.

A dois

Machado confirmou que Berzoini cobrava propina de 1% de todos os contratos da empresa com o governo petista. O petista tem dedicado horas e horas de conversa com o criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso, ex-presidente da OAB-SP, seu advogado

Sina

Berzoini pode ser o terceiro político do comando do PT a caminho da cela. Trajetória aberta pelo ex-deputado José Genoíno e pelo ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu.

Ponto Final

“Houve uma orientação para que fizéssemos a exoneração e isso é em todos os ministérios. Portanto é uma política do Palácio do Planalto e estamos cumprindo determinação”

Do ministro da Saúde, Ricardo Barros, sobre as demissões de servidores ligados aos governos petistas.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade