Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Victor O, francês nascido no Caribe, apresenta som de Vanguarda em Florianópolis

Músico é uma das revelações da world music e apresenta na quarta, no Célula Showcase, seu som caribenho com toques de rock, reggae e soul

Carol Macário
Florianópolis

Divulgação / ND
Victor O une timbres e instrumentos da música moderna ao zouk

Para o músico Victor O, a terra é um paraíso brutal. Nascido em Martinica, departamento francês no Caribe, o músico é uma das revelações da world music. Com seu som caribenho e arremates de reggae, soul e rock, ele faz apresentação única hoje em Florianópolis, em show realizado pela Aliança Francesa.

A música de Victor O é vibrante. E dançante. Ele une timbres e instrumentos da música moderna ao zouk – gênero musical que teve origem nas Antilhas e influenciou artistas do mundo todo, em especial no Norte e Nordeste do Brasil. Seu show, intitulado “Revolucion Karibeana”, é, antes de qualquer coisa, a crônica de uma revolução própria.

O músico apresenta 14 canções, todas uma fusão de ritmos de vanguarda com o foclore caribenho. As letras falam da exclusão e da união, do amor e das concessões, da espera por um futuro de sucesso, da vida como ela é vista pela graça e as falhas do ser humano. Seu estilo musical e toques criativos guardam semelhança com as de Manu Chao.

Afirmação das Raízes Musicais

Apesar de manter vivas as tradições e raízes musicais caribenhas na sua arte, Victor O se desenvolveu como artista na França. Ainda adolescente, quando vivia próximo a Paris, é que começou a afirmas seus gostos estéticos, mas sempre com abertura para o novo. Em 1987, integrou a Escola Americana de Música Moderna, na capital francesa. Três anos mais tarde criou o grupo de funck-caribenho Gonaives.

Em 1996 realizou o álbum “Pas l’âme d’une dame” (“Sem Alma de Uma de Dama”), de Clémentine Célarié, para o qual compôs a maioria das músicas. Na época, Victor O contava entre seus mentores com o músico beninense Waly Badarou, realizador de Joe Cocker, Grace Jones ou de Level 42 e Fela. Em 2002, fundou o grupo Dafataigazz, uma experiência musical vivenciada com seu amigo DJ Walter Wallace.

Em novembro de 2008 o mundo descobre o primeiro trabalho solo de Victor O : “Révolucion Karibeana”. Uma das canções de maior sucesso do álbum é “Presidente”, que virou hit em plena eleição presidencial na França, em 2007.

Serviço

O quê : “Nuit de Musique Caraibes”, com Victor O
Quando: hoje, 22h
Onde: 75, Monte Verde, Florianópolis, tel.3209-7819
Quanto : R$ 20 / R$ 10 (meia)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade