Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Urubici recebe a partir desta terça-feira festival literário com autores de destaque nacional

Programação do Flineve, que vai até domingo, inclui lançamentos de livros, palestras e debates

Marciano Diogo
Florianópolis

Santa Catarina ganha um festival que promete fortalecer o circuito da literatura no Estado. A 1ª edição da Flineve (Festival Literário da Neve Catarinense) começa nesta terça-feira (11) e vai até domingo (17), em Urubici, com lançamentos e comercialização de livros, oficinas, debates, palestras e participações de autores reconhecidos nacionalmente, como o escritor pernambucano vencedor do Prêmio Jabuti Marcelino Freire, o jornalista mineiro fundador da editora Geração Editorial, Luiz Fernando Emediato, e o poeta e músico paranaense Rodrigo Garcia Lopes.

Daniel Queiroz/ND
Alcides Buss fala sobre poesia na próxima quinta-feira (14) no Festival Literário da Neve Catarinense


“Há anos venho amadurecendo a ideia de criar uma feira que tem como proposta central fomentar o debate em torno da produção literária. Além disso, o evento une o turismo à cultura, transformando Urubici em um foco de arte com diferentes apresentações promovidas no decorrer do festival”, disse a escritora Salma Ferraz, idealizadora da Flineve.

Autora de mais de 25 livros, há mais de duas décadas Salma Ferraz é professora no graduação em letras na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). A organizadora da Flineve conta que a oportunidade para produzir o festival literário surgiu com a premiação do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2015, quando o projeto venceu na categoria Literatura.

“O projeto também foi aprovado pelo MinC (Ministério da Cultura) para captação de verba através da Lei Rouanet, porém nenhuma empresa se interessou em apoiar o evento através de patrocínio cultural”, lamentou Salma.

O Festival Literário da Neve Catarinense tem apoio da Prefeitura de Urubici, do Sesc (Serviço Social do Comércio) e de pousadas e restaurantes da cidade do Planalto Serrano. Todas as ações promovidas no evento são gratuitas. “Estamos trazendo cerca de dez escritores convidados”, contou a organizadora.

Para o escritor Carlos Henrique Schroeder, que vai mediar alguns debates no evento, além de promover uma conversa sobre seu livro “As Fantasias Eletivas”, a Flineve traz uma proposta pioneira e inovadora para o Estado.

“É como a Flip [Feira Literária de Paraty] no Rio de Janeiro, traz para uma cidade turística um evento centralizado na discussão em torno da literatura. Será um palco de ideias”, observou o autor, que ao comparar a Flip com a Flineve ressalta também as diferenças orçamentárias: “enquanto a Flip é produzida com R$ 8 milhões a Flineve é feita com R$ 35 mil”.

Divulgação/ND
Luiz Fernando Emediato fala sobre o trabalho de edição de livros na Flineve


Entre os destaques da programação do Festival Literário da Neve Catarinense está o debate com o poeta Paulo Scott, o workshop de tango com o dançarino Carlos Peruzzo e o show do também escritor Rodrigo Garcia Lopes, que apresenta no evento as canções de seu segundo álbum autoral, “Canções do Estúdio Realidade”.

“Também vou revisitar canções do meu primeiro disco, ‘Polivox’, além de tocar ‘O Assinalado’, canção que traz letra de um poema do Cruz e Sousa, e apresentar a música ‘Trilha Sonora’, que fala sobre o próprio ato de compor”, antecipou Rodrigo Garcia Lopes.

“Santa Catarina é carente de festivais literários. A Flineve promove encontros oportunos entre leitores e escritores e ao fazer isso, aproxima a obra de arte do público”, acrescentou o escritor e compositor.   

O quê: Flineve – Festival Literário da Neve Catarinense
Quando:
De 12 a 17/7, diferentes horários
Onde:
Em Urubici,diferentes locais
Quanto:
Gratuito

Confira a programação completa da Flineve.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade