Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Um dia das crianças com arte em Florianópolis

Roteiro de arte para os pequenos passa pelos museus da cidade

Carolina Moura
Florianópolis

A arte como expressão já está enraizada no ensino e no lazer das crianças, brincando com lápis de cor, pincel e massa de modelar. Mas a infância também é o momento de aprender a apreciar a arte, e estimular a criatividade. Os museus da cidade são um bom destino para passear com os pequenos, e a maior parte deles abre também aos fins de semana. Um passeio na praça 15 pode se estender até o Palácio Cruz e Sousa ou o Museu Victor Meirelles, ambos em prédios históricos da cidade. Fora do centro, o Masc tem um ambiente de exposição mais tradicional, mas também oferece uma galeria onde se pode tocar nas obras de arte, e o Museu o Mundo Ovo de Eli Heil oferece uma experiência diferente, um museu na casa da própria artista. Esse feriadão do Dia das Crianças é uma oportunidade para agendar um passeio de arte com seus filhos.

 

Janine Turco/ND
museu victor meireles
Pedro, de cinco anos, em sua primeira visita no Museu Victor Meirelles, com uma reprodução da tela mais conhecida do artista "Primeira Missa no Brasil"

 

Pedro, de cinco anos, visitou o Museu Victor Meirelles com o pai, Deoclécio Cruz. Essa foi a primeira vez dele no museu, e sua parte favorita foi o segundo andar, onde está a exposição permanente com as obras de Victor Meirelles. A penumbra e os pequenos quartos permitem à criança explorar um local novo e desconhecido. Pedro diz que gostou da visita e o pai, que é professor de Filosofia, acredita que esse tipo de atividade é importante para a formação do filho. “É importante ele conhecer a história, que vai formar a visão dele de como se construiu o mundo”, diz Deoclécio.

Museu Victor Meirelles

Uma casa do passado

Ao visitar o Museu Victor Meirelles, além do acervo importantíssimo do artista, uma atração é a própria casa. O sobrado abrigava a mercearia da família Meirelles de Lima no andar de baixo, e a casa no segundo andar. Ali as crianças podem conhecer como era a casa de uma família no século 18, subindo a escada íngreme de madeira. O museu tem diferentes ações educativas, e recebe turmas de escolas para visita. As crianças gostam de ver a grande chave que tranca a porta de entrada do museu, e também do painel colorido pintado por Bruno Bachmann. A cartilha educativa fica disponível aos visitantes, que podem levar uma cópia para casa.

Museu o Mundo Ovo de Eli Heil

Arte fantástica

O Museu que reúne as obras de Eli Heil, na SC-401, só aceita visitas mediante agendamento, mas é um passeio que vale a pena fazer com as crianças. Cheio de cores e criaturas fantásticas, o local é um convite à imaginação infantil, além de contar com a própria artista como guia. O jardim é uma atração à parte, com esculturas como o Grande Pássaro e seus guardiões, .

Para seu filho lerEli Heil é uma artista que não faz as coisas igual a todo mundo. Ela não gosta de pincéis e inventou seu próprio jeito de pintar, colocando a tinta direto na tela. Na verdade, ela conta que inventou mais de cem jeitos novos de fazer arte. No museu você vai ver um monte de quadros coloridos e bichos estranhos feitos de argila, tudo da imaginação dela.

Masc

Livres para encostar nas obras

O Masc (Museu de Arte de Santa Catarina) tem uma exposição permanente que conta a história do museu e agora abriga a mostra temporária “Pinturas e Esculturas do Poeta C. Ronald”. Mas além dessa visita tradicional, um atrativo para as crianças pode ser a exposição “Olhos da Alma”, na Galeria Tátil. Desenvolvida para suprir a demanda do público com deficiência visual, a galeria tem esculturas, gravuras e fotografias para serem tocadas. É um espaço onde as crianças podem encostar em tudo que quiserem, os pais podem até vendar seus olhos e deixá-las usar só o tato. Pode ser uma experiência divertida e ao mesmo tempo ensina sobre inclusão.

Para seu filho ler

Dentro do museu, você vai sempre ouvir alguém dizer “só não encoste em nada!”. Nessas horas você tem que controlar os dedinhos e se concentrar em olhar tudo com bastante atenção, para ver as cores, as formas, as figuras... Mas dentro do Masc, neste período há um cantinho lá no fundo, chamado Galeria Tátil, onde tocar nas obras de arte está liberado. Eles fizeram essa sala especialmente para as pessoas que não conseguem ver as coisas com os olhos, assim elas podem sentir os objetos de arte com as mãos. Ali dentro, além de poder matar a vontade de encostar nas coisas, você pode fechar os olhos e tentar imaginar como é aquele objeto só com o toque das mãos.

Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa

O prédio não se chama “palácio” à toa. Calçando as botinhas de pano, que servem para proteger os pisos, é possível andar pelos salões do museu, que foi construído para abrigar a sede do governo da capitania no século 18 e que foi a residência do ex-governador Hercílio Luz — homenageado no nome da ponte que é o maior cartão postal de Florianópolis. Cartilhas explicativas em cada ambiente ajudam a recontar a história do local, com seus afrescos, vitrais, esculturas e móveis de época. O jardim do museu também é um bom local para um passeio em família.

Endereços e horários no feriado

Museu Victor Meirelles - rua Victor Meirelles, 59, Centro, tel.  3223-3274 / 3225-4121. Hoje, sábado e domingo, das 10h às 14h. Gratuito

Museu O Mundo Ovo de Eli Heil- rod. SC-401,- Km 7, 7079, Santo Antônio de Lisboa, tel. 3235-1076. Visitas devem ser agendadas por e-mail mundoovo@eliheil.org.br.  R$ 6 (segunda a sexta), R$ 19 (sábado, domingo e feriado)

Museu Histórico de Santa Catarina- Palácio Cruz e Sousa - praça 15 de Novembro, 227, Centro, tel. 3028-8091. Hoje, sábado e domingo, das 10h às 16h. R$ 2

Masc (Museu de Arte de Santa Catarina), CIC - av. Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica, tel. 3953-2301. Hoje, sábado e domingo, das 10h às 21h15. Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade