Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Tsunami é o primeiro desastre abordado na nova novela da Record, "Apocalipse"

A superprodução da emissora é a quinta novela com assuntos bíblicos

Redação
Florianópolis
21/11/2017 às 10H16

Depois dos sucessos bíblicos “Os Dez Mandamentos 1 e 2”, “A Terra Prometida” e “O Rico e Lázaro”, chegou a vez de “Apocalipse”. A nova novela estreia nesta terça (21), às 20h30, e vai ser baseada no último livro da Bíblia, do apóstolo João. 

Jonathan (Gil Hernandez), Elisa (Deborah Khalume) e o filho Uri (Fhelipe Gomes) são levados por uma onda gigante - Munir Chatack/Divulgação/ND
Jonathan (Gil Hernandez), Elisa (Deborah Khalume) e o filho Uri (Fhelipe Gomes) são levados por uma onda gigante - Munir Chatack/Divulgação/ND


Na estreia, a trama mostra cenários do planeta em guerra, pessoas sofrendo com a fome, pestes e doenças, desastres naturais e a consequência da interferência do homem na natureza.

Nos anos 1980, em um resort paradisíaco no continente asiático, Jonathan (Gil Hernandez) e Elisa Gudman (Deborah Khalume) se divertem com os filhos Alan (Maurício Pitanga) e Uri (Phelipe Gomes). Jonathan, Elisa e Uri são surpreendidos com a chegada de um tsunami. Alan, o filho mais velho do casal, volta do mergulho em alto mar e se surpreende ao ver que o resort onde os pais e o irmão estavam foi devastado por um tsunami. Uri consegue sobreviver ao desastre, mas Jonathan e Elisa não têm a mesma sorte. “Apocalipse”, que terá um dos maiores elencos de novelas da Record, também terá uma superprodução para dar realidade aos desastres. 

Nas fases seguintes a novela traz os sinais dos tempos, enigmas, o fim do mundo e o arrebatamento, quando algumas pessoas somem, incluindo todas as crianças menores de 12 anos e a segunda vinda de Jesus. 

No decorrer da trama, profecias apocalípticas acontecem em todos os núcleos da novela, que foi gravada no Rio de Janeiro, Roma, Jerusalém e Nova Iorque, onde o fatídico dia 11 de setembro faz parte da narrativa. A terceira fase traz a história para os dias de hoje e mostra como os personagens são impactados pelas promessas bíblicas.

Uma das histórias que deve chamar atenção é a interpretada por Juliana Silveira, que interpretará a enfermeira e mãe zelosa Raquel. No início, ela sofrerá agressões verbais do marido policial. Porém, é possível que o caso fique ainda mais sério para que possa abordar a violência doméstica na trama bíblica. 

Histórias que se cruzam 

Ricardo, interpretado por Sérgio Marone, será o antagonista, o anticristo que lutará para dominar o mundo; ele se empodera de descobertas científicas de Benjamin (Igor Rickli) - que se tornou um grande cientista. Igor explica que seu personagem será o “mocinho”, que busca fazer coisas boas para o mundo por meio da inteligência artificial. Os dois atores já viveram protagonistas em “A Terra Prometida”. 

Benjamin se casou com Zoe (Juliana Knust), que, por sua vez, vai ser uma jornalista que vive intensamente sua profissão. Forte, destemida e idealista, acredita que está agradando a Deus, mas vai entrar em crise quando a família for arrebatada. Ao lado do marido vai enfrentar as forças do Anticristo. Quando recebeu o roteiro, Juliana afirma que não via os desastres como o fim do mundo. “Mas com tantas mortes e tragédias atualmente, não tem como pensar que estamos no início do fim”, coloca ela. 

Noah Koheg, interpretado por Raphael Sander, deve chamar atenção pela caracterização muito próxima do real judeu ortodoxo. O ator está há três meses com o peiot, cachos da cabelos nas laterais. “Eu queria ver como seria a reação das pessoas e como meu comportar com esse aplique”, explicou. O personagem dele será um rapaz ingênuo, sincero e romântico que se envolve com Isabela (Paloma Bernardi), irmã de Benjamin.

Serviço 

O quê: estreia de “Apocalipse”
Quando: 21/11, 20h30
Onde: RICTV Record

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade