Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Tomada da Bastilha na Revolução Francesa é comemorada em Florianópolis nesta terça-feira

Um show no teatro do CIC vai lembrar o dia da luta do povo francês pelo poder

Karin Barros
Florianópolis
Divulgação/ND
Daniel Ispas veio especialmente para o Brasil para a comemoração


O dia 14 de julho é o símbolo da luta do povo francês pelo poder. Foi nessa data que aconteceu a Tomada da Bastilha, emblema da Revolução Francesa em 1789. Após a realização da Festa da Federação, no ano seguinte, a Festa Nacional Francesa de 14 de julho foi incorporada ao calendário cívico do país, e é celebrada há mais de um século. No país europeu, as comemorações incluem desfiles militares e festejos com bailes e fogos de artifício, como homenagem à determinação do povo francês durante os anos da revolução.

Em Florianópolis, a data será comemorada com um show do violinista Daniel Ispas, da Orquestra Nacional do Pays de la Loire, e do quinteto da Orquestra Filarmonia Santa Catarina no Teatro Ademir Rosa, no CIC (Centro Integrado de Cultura), em Florianópolis, nesta terça-feira, às 20h30. Esta é a primeira vez que a Aliança Francesa de Florianópolis abre a comemoração ao público, e ela está entre os cinco eventos mais importantes da instituição no ano. O evento acontece por da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. 

De acordo com Gilles de la Bourdonnaye, diretor da instituição que é escola de idiomas e associação francesa, o evento será importante para criar uma ponte entre o Brasil e a França, e a união da música catarinense com a francesa será uma forma de simbolizar isso.

O programa de 1h30 inclui composições francesas (Darius Milhaud e Jules Massenet), brasileiras (Heitor Villa-Lobos) e internacionalmente conhecidas (Johann Sebastian Bach e Gioacchino Rossini). Ricardo Müller (violino), Tammy Cittadin Soares (violino), Leonardo Piermartiri (viola), Tácio César Vieira (violoncelo) e Gustavo Fontes (contrabaixo e direção artística) formam o quinteto da Orquestra Filarmonia e nos últimos anos realizaram mais de 60 concertos em Florianópolis e em outras cidades catarinenses.

O convidado francês, o violinista Daniel Ispas, vem ao Brasil especialmente para participar do concerto. Ele integra a Orquestra Nacional do Pays de la Loire, que está localizada entre as cidades de Nantes e Angers (França), foi criada em 1971 e tem hoje mais de 10 mil sócios.

Desde 2010, Daniel Ispas é solista na orquestra e também é professor de violino no conservatório de Nantes (França). O músico já estudou em diversos países e renomadas escolas, como o Liceu de Música George Enescu, a Université Nationale de Musique de Bucarest (Romênia), e o programa de mestrado no Instituto de Música de Câmara da Universidade de Wisconsin-Milwaukee (Estados-Unidos), com o prestigiado Quarteto de cordas Fine Arts. Entre 1992 e 2010, o músico foi membro permanente da Orchestre Symphonique de la Principauté d’Asturies (Espanha), da Orchestre Symphonique de l’Australie-Occidentale (Austrália) e da Orchestre Symphonique des Baléares (Espanha).

O quê: 14 de Julho Clássico
Quando: 14/7, 20h30
Onde: Teatro Ademir Rosa (CIC), avenida Irineu Bornhausen, Agronômica, Fpolis
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade