Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Site com obras literárias do professor Lauro Junkes vai ao ar neste sábado

Organizado pela viúva Terezinha Junkes, ele contará com crônicas, reflexões e um livro inédito do autor

Karin Barros
Florianópolis
Rosane Lima/ND
Muito produtivo, Junkes deixou inúmeros textos que estarão no site para download

As obras literárias do professor Lauro Junkes, que morreu em 20 de outubro de 2010, poderão ser acessadas pela internet a partir deste sábado (14). Um site dedicado aos trabalhos dele, organizado pela viúva Terezinha Junkes, professora da UFSC, vai ao ar. Após a morte do marido, Terezinha levou um ano para finalmente mexer no computador dele, mas ao começar a abrir os arquivos encontrou inúmeros textos inéditos. “Nós conversávamos muito sobre literatura, e quando eu vi todo aquele material para ser organizado e editado, imaginei que ninguém saberia trabalhar com aquilo como eu”, explicou Terezinha, com quem Junkes foi casado por 38 anos teve três filhos. 

Dessa organização nasceu o livro “A Literatura Infantojuvenil Catarinense na Perspectiva de Lauro Junkes”, em 2012. “Primeiro lancei o livro, depois pensei em fazer um site para que todo os outros trabalhos também ficassem a disposição das pessoas”, diz. No site, mais um livro inédito do escritor estará disponível para download gratuito: “O Conto na Perspectiva de Lauro Junkes”, além de crônicas e reflexões dele que nunca haviam vindo a público. Para a organização, Terezinha contou com a ajuda dos amigos de Junkes, como Flavio José Cardoso, Celestino Sachet, Péricles Prade e Francisco Socorro.

O advogado, historiador e crítico literário Lauro Junkes foi presidente da ACL (Academia Catarinense de Letras) por três mandatos, e morreu quando ainda estava em exercício. Nascido em Antônio Carlos, ele era formado em Letras, Filosofia e Direito. Junkes teve seu trabalho reconhecido ainda vivo, quando foi agraciado com as Medalhas de Mérito Cônego Raulino Reitz (Prefeitura de Antônio Carlos, 2007), Cruz e Sousa (Governo do Estado de Santa Catarina, 2007) e Professor João David Ferreira Lima (Câmara Municipal de Florianópolis, 2008). “Lauro foi um grande batalhador pela cultura e literatura de Santa Catarina. A ideia é dar continuidade ao que ele vinha fazendo”, finalizou a professora.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade