Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Sincronia artística enlaça obras no Victor Meirelles e na Galeria Municipal

Exposição "Livros", de Giba Duarte, e "Persona", de Carlos Asp, acontecem simultaneamente no Centro

Edinara Kley
Florianópolis

Em admirável sincronia os artistas Giba Duarte e Carlos Asp abrem suas exposições no mesmo dia e horário. Respectivamente, “Livros” e “Persona” serão lançadas nesta quinta no museu Victor Meirelles e na Galeria Municipal Pedro Paulo Vecchietti.

Uma hora mais cedo, as mostras que, além do Estado natal de seus criadores, o Rio Grande do Sul, têm em comum a curadoria de Fernando Boppré, serão discutidas no encontro conjunto dos artistas, na sala de exposições do museu, localizada a poucos metros da Galeria Municipal.

 

Divulgação
Em “Livros”, Giba Duarte usa imagens que circulam por vários experimentos

 

 

A proximidade física e afetiva das duas exposições e a boa convivência entre os artistas que escolheram Florianópolis para morar foram predominantes para a conexão.  Outra semelhança, embora em abordagens distintas, é que os dois trazem à tona cenas, experiência, histórias e vivências particulares da região Sul e seu entorno.

 

Divulgação
Para suas obras, Asp utiliza superfícies papelão, embalagens e bulas de remédio

 

Em “Livros”, Giba Duarte usa imagens que circulam por vários experimentos. Vídeos, intervenções, manipulações digitais, desenhos ou composições fotográficas trabalhados de forma a contar pequenas histórias, dando ao interlocutor um horizonte de possibilidades. A mostra exibe quatro séries de imagens captadas entre Uruguai, Rio Grande do Sul e Florianópolis em 2008, cujas informações que mostram pessoas e seu entorno foram agregadas por outros elementos. “A foto já é repleta de informações. A elas são agregadas de outras informações, formando uma narrativa”, explica o curador, relacionar o nome à obra.

A reconstituição de trechos da vida das mulheres encarceradas na Penitenciaria Feminina de Guaíba, em Porto Alegre (RS), é a temática da exposição “Persona”. Além de pedaços dessas histórias, Asp também reconstrói seu acervo “despedaçado” pela cidade ao longo do tempo. “Será uma oportunidade rara de ver suas obras, vendidas ou doadas a particulares em um único lugar”, reiterou Boppré.

Diferentes suportes para a arte

Embora exista o elo, há diferenças acentuadas entre as mostras que ficam abertas até outubro nos espaços culturais do Centro. Enquanto Asp utiliza superfícies já existentes, entre elas papelão e embalagens, aproveitando suas cores e fazendo sobre esses elementos já existentes suas anotações, Giba usa a fotografia como base.

“A superfície fotográfica é um fator determinante para mim. Mas a minha busca é pelo resultado final, que são as texturas, as camadas e suas múltiplas aplicações”, define o artista, que desde 2008, realiza um cuidadoso trabalho de observação das imagens do seu próprio entorno, assim como das paisagens e dos afetos que nelas habitam. Logo as fotografias começam a ser ocupadas, gradativamente, por camadas de lápis e tinta e por fios costurados sobre o papel, que formam palavras e figuras, constituindo um vocabulário visual  próprio.

Serviço

O quê: Exposição “Livros”, de Giba Duarte
Quando: Hoje, 19h (abertura). Conversa com o artista às 18h. Visitação até 27/10, terça a sexta, 10h às 18h, sábados, 10h às 14h
Onde: Museu Victor Meirelles, rua Victor Meirelles, 59, Centro, Florianópolis, tel. 3222-0692
Quanto: Gratuito

II

O quê: Exposição “Persona”, de Carlos Asp
Quando: Hoje, 19h (abertura). Conversa com o artista às 18h. Visitação até 4/10, segunda a sexta, 13h às 19h
Onde: Galeria Municipal Pedro Paulo Vecchietti, Praça 15 de Novembro, 180, Centro, Florianópolis, tel. 3228 6821
Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade