Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Seis cidades catarinenses recebem a partir de quarta-feira o Festival Varilux de Cinema Francês

Evento inicia na quarta-feira e segue até o dia 17 de junho

Marciano Diogo
Florianópolis
Divulgação/ND
"Samba", dos mesmos diretores do sucesso de bilheteria "Os Intocáveis", é um dos filmes exibidos no Festival Varilux de Cinema Francês 2015


O francês é a lingua falada no cinema durante esta e a próxima semana. Em sua 6ª edição, o Festival Varilux de Cinema Francês levará 16 filmes francófonos para projetores de várias cidades do país. A partir de amanhã até a próxima semana, dia 17, 50 cidades, sendo seis delas catarinenses, recebem a programação: Florianópolis, Chapecó, Blumenau, Tubarão, Itajaí e Balneário Camboriú.

Entre os destaques da programação, que traz uma safra recente produzida naquele país e de boa recepção de público, estão os longas-metragens “Samba”, novo filme com os atores Omar Sy e Charlotte Gainsbourg, dos diretores de “Intocáveis”, Olivier Nakache e Eric Toledano – que inclusive, vêm ao Brasil para o Rio de Janeiro para participar de um dos debates do festival –, “Que Mal Eu Fiz a Deus?”, longa recordista de bilheteria na França em 2014, o clássico “O Homem Do Rio”, a comédia “Papa ou Maman” e a animação “Asterix – O Domínio dos Deuses”.

“Em 2014 o festival levou cerca de 100 mil pessoas para as salas de cinema para assistirem aos filmes franceses. O evento é um dos mais aguardados pelo público cinéfilo brasileiro, além de ser um dos mais eficientes para promover a cultura e a imagem da França no Brasil”, afirmou Cristian Boudier, diretor do evento que segue até 17 de junho em 80 cinemas do Brasil.

Em Santa Catarina, os filmes do Festival Varilux de Cinema Francês deste ano começam a ser exibidos a partir da quinta-feira. Na Capital, dois cinemas da cidade receberão o festival internacional com exibições à tarde e à noite: o Paradigma Cinearte e o Cinespaço do Shopping Beira Mar. “É um festival que ocupa um espaço importante, começou em nove cidades e hoje está presente em 50 cidades. Esse aumento e abrangência é consequência de própria solicitação do público e também da digitalização das salas de cinema, que possibilita a exibição dos filmes em mais locais”, completa Boudier, organizador que está à frente do festival internacional desde sua primeira edição.

Boudier também ressalta a franqueza nos roteiros como uma das principais características dos filmes franceses. “As pessoas procuram esse cinema porque ele é mais ousado, porque têm a certeza de que encontrarão algo diferente do comum projetado na tela. As produções francesas têm a personalidade do diretor mais imposta no filme e não são tão padronizadas como as norte-americanas. A abordagem dos temas também é diferente, tem mais liberdade, independência e convicções originais e próprias. São filmes mais ousados. Até mesmo nas comédias tem uma abordagem diferente, tratam com humor temas sociais e políticos mais sérios”, conclui Boudier.

França em diferentes regiões de Santa Catarina
O país da novelle vague e de produções cinematográficas pioneiras também estará presente nas grandes telas de cidades de diferentes regiões de Santa Catarina. Em Itajaí, o Cinema Arcoplex, localizado no Centro do município, adere ao Festival Varilux de Cinema Francês com a exibição de quinze diferentes produções; em Blumenau e Balneário Camboriú também não é diferente –  os cinemas da rede Arcoplex nas cidades também exibirão os longas-metragens franceses. E o Oeste e Sul de Santa Catarina também não ficam de fora do filão que promove a formação de público de filmes europeus: o festival ocorre em salas de cinemas de Chapecó e de Tubarão. 

O quê: 6º Festival Varilux de Cinema Francês
Quando:
10 a 17/6
Onde:
diferentes locais. Florianópolis, Cinespaço Beiramar e Paradigma Cine Arte
Quanto:
R$ 20, R$ 10 (meia)

Confira a programação completa do Festival Varilux de Cinema Francês através do site http://variluxcinefrances.com/2015.

 


Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade