Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Santa Catarina recebe pela primeira vez as etapas finais do concurso Miss Mundo Brasil

Após confinamento no resort Costão do Santinho, a vencedora será conhecida no próximo dia 9

Juliete Lunkes
Florianópolis
Rosane Lima/ND
Elisa Freitas representa o Estado de Santa Catarina no concurso

 

Florianópolis será a primeira cidade catarinense a sediar uma edição de um dos maiores concursos de beleza do planeta. A partir deste fim de semana, 41 candidatas de 27 Estados e do Distrito Federal e de 14 Ilhas brasileiras passarão sete dias confinadas no resort Costão do Santinho, onde no próximo sábado (9) será escolhida a Miss Mundo Brasil 2014. Além de receber em sua terra algumas das mais belas mulheres do país, Santa Catarina está representada no concurso com cinco candidatas: Elisa Freitas, Miss Santa Catarina; Gabriela Gerber, Miss Ilhas de Florianópolis; Priscielle Carraro, representante da Ilha de Porto Belo; Emanuele Pamplona, das Ilhas de São Francisco do Sul; e a Miss Maranhão Nicolle Casagrande, que apesar de concorrer pelo Estado nordestino, é manezinha.

Durante toda a semana em que estarão envolvidas no concurso, as candidatas passarão por provas preliminares, sessões de fotos e filmagens, entrevista com o júri técnico, sessões de cabelo e maquiagem, além de um passeio por Florianópolis, com recepção da anfitriã Elisa Freitas. 

Hoje já habituada à rotina de Miss, a representante do Estado no concurso adentrou a esse mundo de uma maneira um tanto repentina, apesar de já trabalhar como modelo e ter sido rainha da escola de samba Embaixada Copa Lord. Em 2013, após ser convidada para concorrer ao Miss Florianópolis, Elisa conquistou o primeiro lugar sem muita dificuldade. “Fui convidada numa quinta-feira e depois descobri que o concurso seria já na segunda-feira, o que me deixou um pouco preocupada por não haver um tempo de preparação. No dia eu saí mais cedo do trabalho, levei um sapato na bolsa e fiz minha própria maquiagem. Foi bem tranquilo por eu já ter experiência em passarela”, garante.

A partir daí, a rotina de beleza se intensificou. Ela que já tinha um corpo escultural por natureza passou a ter acompanhamento de uma nutricionista e a fazer sessões de drenagem linfática. Deixou seu emprego para se dedicar apenas às passarelas e ao título de Miss e seguiu firme nas sessões de terapia. O preparo rendeu a ela o segundo lugar no Miss Brasil Universo e o convite para representar o Estado no Miss Mundo Brasil 2014. 

“Foi um ano maravilhoso. Fui preparada pelo Caio Cavichiolli, fiz aulas de português e oratória e mesmo antes disso eu já fazia terapia. É algo que mexe com o emocional”, destaca.

 

Beleza com propósito

Um dos grandes méritos conquistados pelo Miss Mundo Brasil é a valorização do engajamento social das participantes, que conta pontos muito além da beleza, do conhecimento e da desenvoltura. Com o lema “Beleza Social”, uma das fases do concurso exige que cada candidata envie um vídeo e um documento que comprove sua atuação em algum projeto social da comunidade onde vive.

Elisa, que já costumava participar de palestras com jovens do maciço do Morro da Cruz, onde ela cresceu, passou este ano a apoiar também um projeto realizado no mesmo local por um professor de matemática que ensina crianças utilizando referências da cultura afro.

Cada prova que as Misses realizam durante o processo valem pontos classificatórios, e essa é fase a que vale mais pontos. Assim, a vencedora da etapa nacional, ao lado do Mister Universo, ficara à frente da a causa "Todos Contra a Hanseníase", que visa erradicar a doença no Brasil, onde atualmente existe a maior incidência do mundo, atrás apenas da Índia. Já a vencedora da etapa internacional acompanhará Julia Morley, CEO da Miss World Organisation, em causas globais pelo mundo todo.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade