Publicidade
Terça-Feira, 19 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 16º C

Restaurante descolado no Campeche oferece especialidades havaianas

O Madre Hula-hula abriu há dois meses e traz no cardápio pokes e tacos

Karin Barros
Florianópolis
21/10/2016 às 10H07
Madre hula-hula - Flavio Tin/ND
Marcelo, Diogo e Rafael são curitibanos, amigos e sócios - Flavio Tin/ND



Quatro meses de estadia no Havaí no ano de 2009 foram suficientes para não tirar da cabeça – e do paladar – de Marcos Pacheco os pokes havaianos. O videomaker curitibano retornou ao Brasil, mas só há dois meses pôs os planos em prática com mais dois amigos, Diogo Gradowski Cechelero e Rafael Rocha. Os sócios, todos da capital paranaense mas moradores de Florianópolis, abriram no Campeche, o Madre Hula-hula.

O restaurante mistura etnias desde o nome aos pratos, “madre” é espanhol e “hula-hula” remete ao estado do presidente Barack Obama. A casa contém três especialidades: os pokes, os tacos e o kalua pork. O primeiro é o carro-chefe da casa, e deu início ao sonho havaiano em terras manezinhas. 

Os proprietários foram inspirados também pelo restaurante de uns amigos, o Mister Poke, localizado em São Paulo. De lá veio todo o processo de montagem e cardápio que eles apresentam no estabelecimento. O poke, nome dado por causa do salmão e atum que é cortado em cubos, lembra o ceviche peruano. A diferença é o molho utilizado e a colocação de arroz asiático no pote de plástico, também característico do estado americano. O prato varia de R$ 25 a R$ 29, e pode incluir arroz, pepino sunomono, salmão, molho especial da casa, cebola roxa, gengibre, cebolinha, nori, entre outros adicionais. A parte utilizada do peixe é especificamente o lombo, o que faz o produto ter mais qualidade e o preço um pouco mais elevado. Um pote é capaz de saciar uma pessoa.

Madre hula-hula - Flavio Tin/ND
Poke de salmão tradicional e taco de carne estão entre os destaques - Flavio Tin/ND

 

Os tacos são tradicionalmente mexicanos, porém, segundo Marcos Pacheco, no Havaí também é comum os americanos utilizarem peixe branco no prato, o que dá leveza e aquele toque tropical do estado. Os tacos variam entre R$ 10 e R$ 15. O kalua pork é uma opção desenvolvida pela casa e utiliza a carne de porco, também bem tradicional, e inclui chips de batata doce, abacaxi em cubos, spicy mayo, gergilim, salsinha e cebolinha. O cardápio havaiano, assim como a comida tailandesa, é bem picante, mas os amigos tornaram a pimenta opcional para os catarinenses. 

Os amigos revelam que muitas pessoas que já estiveram no Havaí chegam ao Madre e ficam encantados com os pratos, por uma questão de nostalgia e por ser um prato habitual por lá. Um deles é o skatista manezinho Pedro Barros, frequentador assíduo do espaço, e que também fez uma parceria com o local, vendendo sua marca de cerveja artesanal Lay Back. O Madre está preparando um food truck para lançar em novembro para a temporada de verão na Lagoa da Conceição, dentro do Food Truck Parking Lot.

Serviço 

O quê: Madre Hula-hula
Quando: de terça a domingo, das 18h30 às 23h30
Onde: rod. SC-405, 969, ao lado da subestação da Celesc, Campeche, Fpolis

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade