Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Restaurante na SC-401, em Florianópolis, serve pratos tipicamente italianos

No menu da Casa di Piero estão polentas, galeto, costela suína e bovina e paleta de ovelha

Karin Barros
Florianópolis
02/09/2016 às 07H40
Marco Santiago/ND
Galeto primo canto, feito com o frango bem novinho, fica em tempero por 18 horas antes de ir à mesa 


Uma fonte monumental no meio do restaurante traz o total clima italiano à Galeteria Casa di Piero, inaugurada na rodovia SC-401, em Florianópolis, há 40 dias. Aliado à fonte de água cristalina, o salão com capacidade para 200 pessoas, atendido por garçons trajados de boinas e coletes, completam a ambientação, com luz baixa e decoração rústica com uma pegada moderna e refinada.

A Casa di Piero nasceu do sonho do chefe de carnes e personal chefe Pedro Silva, 31, em conquistar finalmente o próprio restaurante, e porque não, com o próprio nome (só que em italiano)? A vontade uniu-se a mais dois sócios, Joel Ricardo, da Capital, e Carlos Roberto, de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, onde a tradição italiana está fortemente inserida.

A paixão pela cozinha ítala também partiu do chefe, que deu o ponta pé inicial entre os pratos aos oito anos, descascando batatas e lavando louça em um restaurante italiano de Florianópolis. Atuou também em consultoria para 17 restaurantes da Grande Florianópolis, fazendo compras, produção e distribuição de produtos. “Eu ia trabalhar na casa das pessoas e fazia a comida delas. Agora, elas vêm até a minha casa e eu posso cozinhar para elas”, conta ele explicando o nome do estabelecimento.

O cardápio é produzido artesanalmente, desde as geleias à polenta. Para a entrada, a Casa di Piero oferece salame italiano, queijo, caponata – a legítima da nona, segundo o chefe -, pão caseiro feito diariamente com uma crosta de milho, polenta frita e sopa de capeletti. Em seguida, chega o prato principal: o famoso e saboroso galeto primo canto.

Marco Santiago/ND
Chefe Pedro Silva tem 31 anos e 25 anos de experiência culinária. Na galeteria, cliente pode repetir todos os pratos

Pedro explica que a origem do prato se deu há 200 anos. Os italianos tinham seu sistema de caça e festas no país natal, porém, ao chegarem ao Brasil, foi abolida a caça de animais silvestres, por isso passaram a comer o galeto, que nada mais é que um frango filhote, com 25 dias no máximo, criado sem ração e hormônios. O galeto pesa entre 400g e 450g, e é temperado na casa por 18 horas em um molho à base de sálvia, manjerona, vinho e cerveja artesanal. O prato leva até 15 minutos para ser assado na brasa.  

Para acompanhar, o chefe incluiu no cardápio uma polenta cremosa com creme de nata e queijo colonial mussarela, maionese à base de leite, ovos, limão e o “segredo do chefe”, salada de radiche com bacon e cebola roxa, uma das mais típicas no interior da Itália, farofa de bacon e toicinho, e polenta brustolada com queijo coalho. Durante toda a refeição, além de poder repetir todos os pratos, o restaurante ainda oferece um rodízio de costela ponta d’agulha, de 12 horas na brasa, costela suína e a paleta de ovelha de cordeiro uruguaio, abatido ainda quando é filhote. Massas também chegam à mesa em diversos sabores, como quatro queijos e carbonara.

Para finalizar, o valor de R$ 59,90 por pessoa (sendo R$ 27,90 para crianças de até cinco anos) ainda inclui sobremesa, sagu feito com vinho colonial ou pudim de leite. “A ideia a família poder vir e estar ciente do que vai comer e quanto gastar”, finaliza o chefe e sócio.

Serviço

O quê: Galeteria Casa di Piero
Onde: rod. SC-401, 11.198, Fpolis
Quando: de terça a quinta-feira, das 18h30 à 0h; sexta e sábado, das 11h30 à 0h; domingo, 11h30 às 17h

O quê: Galeteria Pátio Salvoro
Onde: rua Laurindo Januário da Silveira, 1.233, Canto da Lagoa, Florianópolis
Quando: de terça a sábado, das 12h às 15h30, e das 19h à 0h; domingo, das 11h45 às 15h30

O quê: Galeto da Mamma
Onde: rua Plácido de Castro, 201, Coqueiros, Florianópolis
Quando: de terça a sexta, das 11h30 às 14h, e das 19h às 23h; sexta e sábado, das 19h às 23h30; sábado, domingo e feriado, das 11h30 às 15h; domingo, das 19h às 22h30

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade