Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Residente de Florianópolis, Ricardo Manhães concorre ao troféu HQMix como destaque internacional

Quadrinista e ilustrador se lançou para a carreira na Europa através de um blog belga de críticos de HQ

Carolina Moura
Florianópolis
Divulgação
De sua casa na Capital, Manhães trabalha cerca de 6 meses em cada álbum para o mercado europeu


Com oito anos de idade, Ricardo Manhães foi morar com os pais — doutorandos em pedagogia e educação — na cidade de Grenoble, no Sul da França. Foi lá que ele recebeu de presente de um amigo do pai um livro de Tintim, “Objetivo Lua”, que naquela época despertou sua paixão pelos quadrinhos europeus. Hoje, aos 40 anos, como ilustrador e quadrinista, isso se reflete na indicação para o troféu HQMix como destaque internacional.

Manhães desenhava desde cedo, e sua primeira história em quadrinhos foi um informativo feito a pedido da escola onde estudava na França. Ele morou lá por quatro anos, e durante esse período os pais lhe inscreveram em uma aula de desenho. Como ele logo passou para a turma adulta, teve que parar — os nus artísticos não eram adequados a uma criança de nove anos.

Em 1997, já no Brasil, ele começou a enviar seus desenhos a diversos blogs especializados. Um deles, de críticos belgas de HQ, o escolheu em 2000 como novo talento. A partir daí, editoras francesas e belgas começaram a chamá-lo para trabalhar como ilustrador, e hoje ele tem 14 álbuns publicados (como são chamadas as edições dos quadrinhos), somando cerca de 250 mil exemplares.

Residente em Florianópolis, ele faz todo seu trabalho internacional daqui, e uma vez por ano ele viaja para encontrar com os editores e participar de salões. Cada álbum para o mercado europeu, que tem por padrão 48 páginas, requer um trabalho de cerca de seis meses — entre desenvolvimento dos personagens, desenho e cor.

Manhães conta que nunca se inscreveu para prêmios, e que a indicação no HQMix veio na hora certa. “Fiquei feliz porque essa indicação foi feita honestamente mesmo, para quem merecia”, diz ele. Os concorrentes foram escolhidos por um grupo de jurados e o resultado final será decidido numa votação entre os próprios profissionais de quadrinhos e humor gráfico do país. O resultado sai no dia 30 de junho.

Mercado nacional

No Brasil, Manhães participou do livro MSP 50 anos, uma coletânea de 50 artistas em homenagem a Maurício de Souza, além de trabalhos para publicidade e livros didáticos. Ele agora está concentrado em firmar uma empresa de ilustração publicitária em Florianópolis, para aproveitar o mercado local.

Isso não significa que os quadrinhos estejam parados, enquanto isso ele aguarda uma resposta de um novo trabalho na Europa. Seu último livro, “Les Socialos T2”, que faz uma paródia sobre as eleições presidenciais francesas, está nas livrarias na França agora.

Outro projeto de Manhães é o livro “Gothic Girl”, com roteiro dele mesmo, que brinca com histórias de adolescentes góticos. O livro foi publicado na Europa com a participação de uma publicitária francesa, que ajudou na tradução, e agora Manhães estuda a possibilidade de publicar no Brasil.

Site do troféu HQMix: www.trofeu-hqmix.blogspot.com.br

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade