Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Renato Turnes reapresenta segunda peça da Trilogia Lugosi, "Outsider"

Espetáculo é baseado no conto homônimo de H. P. Lovecraft

Carolina Moura
Florianópolis
Divulgação
O personagem de Turnes é uma criatura que sai de seu cativeiro em busca da luz

 

Durante o processo de criação da peça “O Coração Delator”, em 2003, o ator Renato Turnes e o diretor Jefferson Bittencourt decidiram torná-la parte de uma trilogia, a Trilogia Lugosi, batizada em homenagem ao ator imortalizado como Conde Drácula no cinema. O passo seguinte foi pesquisar um texto, nos mesmos moldes do conto de Edgar Alan Poe que inspirou o primeiro espetáculo. Foi assim que “Outsider”, de H. P. Lovecraft, originou a peça homônima que Turnes traz de volta aos palcos nesta quarta, quinta e sexta-feira (20, 21 e 22), no Teatro do Sesc.

O conto, extremamente descritivo e imagético, conta a história de uma criatura presa em um castelo sem nunca ter visto a luz ou outros seres humanos. Seu único contato com o mundo são os livros antigos que tem à sua volta, que instigam sua imaginação e o fazem buscar a luz. A peça baseada nesta história estreou em 2005.

Segundo Turnes, o processo de adaptação foi bastante desafiador. “No começo a gente teve dificuldade de pensar na cena. ‘É literário demais’, pensamos”, conta ele, lembrando que chegaram a desistir do texto. Nesse período em que cessaram os ensaios, foi do inconsciente de Turnes que veio a solução. “Eu sonhei que estava fazendo o texto, estava nu e chovia. Aí fiquei intricado com esse sonho, contei pro Jeferson, e a partir das imagens desse sonho a gente encontrou a encenação”, conta ele.

Com poucos elementos de cenário, a história é contada especialmente pela relação entre o texto e a iluminação. “No fundo a história é sobre a luz”, diz Turnes. A peça começa no escuro, apenas com uma vela, e aos poucos a iluminação vai aumentando para representar a luz que a criatura encontra ao sair de seu cativeiro. “Eu acho que a relação com o texto é bem interessante. Como construir na cena, usando a linguagem do teatro, imagens tão grandiosas, tão óticas, como tem no texto. Meu trabalho é construir imagens na cabeça do espectador”, diz Turnes.

Trilogia desmembrada

No fim do ano passado, Turnes apresentou a trilogia completa em Rio do Sul, Brusque e Blumenau, pelo projeto Repertório, do Sesc. Viajar com três montagens diferentes, com três noites em cada cidade, foi um grande esforço de produção. Agora Turnes e Bittencourt decidiram desmembrar novamente a trilogia, que desde a estréia de “O Fantástico Homem que Imita a Si Mesmo”, em 2010, vinha sendo apresentada em conjunto.

“Pensamos em voltar a fazer os espetáculos isolados. E “Outsider” é um espetáculo que as pessoas gostam muito, mas no fim a gente fez pouco durante esses anos todos”, diz Turnes. Com o aniversário de dez anos de “O Coração Delator”, em maio deste ano, a peça inspirada por Poe também deve ganhar uma nova temporada.

Serviço

O quê: Espetáculo “Outsider”, da Trilogia Lugosi

Quando: 20, 21 e 22/2, 20h

Onde: Teatro do Sesc Prainha, trav. Syriaco Atherino, 100, Prainha, Centro, Florianópolis, tel. 3229-2209

Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade