Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Projeto “The Beatles pela vida” retorna ao palco do CIC em julho

O show, que ocorre em três dias, arrecada fundos para o setor de adolescentes e jovens adultos do Cepon

Ian Sell
Florianópolis
11/06/2018 às 22H35

Após duas edições de sucesso, o projeto “The Beatles pela vida”, que arrecada fundos para o setor Ajas (adolescentes e jovens adultos) do Cepon (Centro de Pesquisas Oncológicas), volta a acontecer de 3 a 5 de julho, em Florianópolis.  O espetáculo é apresentado pela Escola de Música Rafael Bastos, com um repertório totalmente voltado a carreira e clássicos da banda inglesa.

Essa edição reunirá 40 músicos. “Como a proporção do evento aumenta a cada ano, me preocupei em não carregar tudo comigo. Tenho um grupo de músicos que fizeram parte nas outras edições e me ajudaram na escolha do repertório”, conta o precursor do projeto, Rafael Bastos. Dentre os nomes estão Robson Dias (baixista e cantor), Duda Medeiros (Multi-instrumentista), Hudson Cabala (guitarrista), Maurício Gonçalves (tecladista) e André Seben (guitarrista).

Músicos da escola de Rafael Bastos juntam arte e trabalho com foco social - Stivy Malty/Divulgação/ND
Músicos da escola de Rafael Bastos juntam arte e trabalho com foco social - Stivy Malty/Divulgação/ND


Serão três dias de shows completamente diferentes, cada um de uma fase do grupo de Liverpool. O primeiro é com a fase Beatlemania, período que compreende os álbuns “Please Please me” até “Help”. No segundo é a vez da fase psicodelia da banda, correspondente aos álbuns “Rubber Soul” até “Yellow Submarine”. O terceiro dia de espetáculo é encerrado com a fase mais madura da banda, com repertório entre o “Álbum Branco” até o disco “Let It Be”, que marca o fim dos Beatles. Serão cerca de 20 músicas por apresentação, com previsão de duas horas por dia.

Em busca dos R$ 100 mil

A ideia inicial partiu da ex-aluna de música e atual chefe do departamento Ajas no Cepon, a Dra. Rita Ferrua. “Sabendo que temos como valores sempre a ajuda a instituições em nossos eventos, ela me procurou pedindo um apoio ao Cepon que buscava recursos aos pacientes que fazem os tratamentos e que vêm de diferentes regiões do Estado e nem sempre têm condições de se manterem aqui na cidade durante seus tratamentos”, explica Bastos.

Em 2016, o projeto fez parte do evento “Grandes Encontros CIC 8:30”, realizado pela FCC (Fundação Catarinense de Cultura). “O limitador era o preço do ingresso que precisava ser o mesmo cobrado em todo o projeto e que, de certa maneira, limitou nossa arrecadação. Com o teatro lotado em um dia de show, arrecadamos R$ 19 mil”, conta Bastos. Ele explica que no segundo ano o grupo tentou “andar com as próprias pernas”, aumentando os dias de evento, com dois dias de shows. O resultado foi quase cem músicos tocando e R$ 53 mil arrecadados.

O principal objetivo do “The Beatles para a vida” é a arrecadação de R$ 100 mil que serão utilizados na compra de remédios, pagamento de exames e compra de próteses para os pacientes. “Com isso planejamos um evento que tivesse este objetivo mas que também um bom motivo musical, nada melhor do que os Beatles para esta missão”, acrescenta Bastos.

Serviço

O quê: “The Beatles pela vida”
Quando: de 3 a 5/7, 20h
Onde: Teatro Ademir Rosa CIC, av. Governador Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica, Florianópolis
Quanto: R$ 60 e R$ 30 (meia)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade