Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Projeto Sexta Jazz faz homenagem ao músico Joshua Redman

Sexta Jazz AF começa mais um ano com boa seleção e se estabelece no calendário da música instrumental da cidade

Ian Sell
Florianópolis
30/03/2017 às 14H57

Um dos projetos mais consistentes de música instrumental da cidade volta à agenda a partir desta semana. A Aliança Francesa de Florianópolis, em parceria com o Ministério da Cultura e governo federal, apresenta, nesta sexta, a primeira edição do ano do projeto Sexta Jazz AF, na Sala Lindolf Bell, no CIC (Centro Integrado de Cultura). O evento, com curadoria de Tiê Fernandes Pereira, homenageia o saxofonista Joshua Redman e será apresentado pelo próprio Tiê (contrabaixo), além dos músicos Mauro Borghezan (bateria), Fábio Mello (sax) e Vitor Miranda (guitarra).

Apesar de não ser um estilo musical com grande apelo comercial, o Sexta Jazz chega ao seu terceiro ano com uma média de público de mais de 300 pessoas por edição. No show com Daniel de Alcântara em 2016, a plateia extrapolou 400 pessoas. “Florianópolis é uma cidade com um público relativamente grande para esse tipo de som, variando muito a faixa etária, o que é um fato interessante dado a carência de espaço para se realizar mais esse tipo de evento”, afirma Tiê.

Segundo o diretor da Aliança Francesa, Gilles de La Bourdonnaye, o objetivo é incentivar a criação cultural. “Aqui na Ilha temos a sorte de termos vários músicos excelentes, isso tudo influencia positivamente no nosso projeto”, conta Bourdonnaye. O Sexta Jazz ocorre mensalmente, sempre homenageando um ícone do jazz. A instituição procura na maioria das vezes artistas da Ilha para participarem do projeto. “No ano passado, acabamos convidando dois outros músicos de fora em uma ocasião especial. Temos quase 35 artistas que são de Florianópolis, procuramos sempre apresentar algo diferente, sempre diversificando, e tendo ligação entre o projeto e a cidade”, completa o diretor.

O projeto Sexta Jazz AF existe desde 2014. “O foco do projeto é trazer principalmente aqueles mais ligados à improvisação jazzista aqui de Florianópolis e também de fora, como o trompetista paulista Daniel de Alcântara, que é hoje um dos principais nomes do país nesse instrumento”, conta o curador. A iniciativa já teve como palco a própria sede da Aliança Francesa, além do Centro Cultural Fabiano Silveira, em Florianópolis, e atualmente ocorre mensalmente no CIC..


Homenagem

O saxofonista (tenor e soprano) Joshua Redman, é o homenageado da noite - Divulgação/ND
O saxofonista, tenor e soprano Joshua Redman, é o homenageado da noite - Divulgação/ND

Joshua Redman ganhou renome em 1991 quando, aos 22 anos, venceu a Thelonious Monk International Jazz Saxophone Competition. Entre 2007 e 2010, consagrou-se definitivamente em três CDs gravados pela Nonesuch Records: “Back East”, no comando de três trios sem piano; “Compass”, em trios e double trios; e “James Farm” – quarteto cooperativo com Aaron Parks (piano), Matt Penman (baixo) e Eric Harland (bateria). 

Serviço:

O quê: Sexta Jazz AF

Quando: 31/3, 20h45

Onde: sala Lindolf Bell, CIC,  av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica, Florianópolis

Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade