Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Peças de todo o Estado invadem os teatros e ruas de Florianópolis durante a Maratona Cultural

No total são 45 apresentações teatrais na programação do evento

Carolina Moura
Florianópolis
Divulgação
“O incrível ladrão de calcinhas”, da Trip Teatro de Animação, é uma das peças catarinenses que integram a programação da Maratona


Neste fim de semana, a programação da Maratona Cultural de Florianópolis dá grande fôlego à cena do Teatro na cidade. São 45 apresentações, em teatros e espaços públicos (ou até privados), com uma boa amostra da produção de artes cênicas no estado. Cidades como Itajaí, Blumenau, Criciúma, Lages e Rio do Sul estão representadas, além da Capital.

Para o presidente da Federação Catarinense de Teatro, William Sieverdt, que também é diretor de “O incrível ladrão de calcinhas”, da Trip Teatro de Animação de Rio do Sul, essa oportunidade é muito importante. “A produção teatral de Santa Catarina tem muita qualidade, não só na Capital , mas também no interior”, avalia. A peça dirigida por ele, baseada no Cine Noir, retrata a história de uma femme fatale que tem uma peça íntima roubada e contrata um detetive para desvendar o caso.

Outra peça de animação é “Livres iguais”, do Teatro Sim... Por Que Não?!!!, de Florianópolis. Há 12 anos no repertório do grupo, a história aborda a Lei dos Direitos Humanos de forma poética, com bonecos feitos de material descartado. Na programação infantil, Itajaí aparece com as peças “O Menino do Dedo Verde” da Cia Experimentus e “Lili reinventa Quintana” da Tespis Cia de Teatro, e a Turma do Papum de Florianópolis apresenta sua versão de Alice no País das Maravilhas com

Do lado da experimentação, “Hilda”, peça produzida na disciplina de prática teatral do curso de Artes  Cênicas da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), é apresentada em uma residência no bairro do Córrego Grande. “Tanto o nome [da ex-moradora da casa], quanto os vestígios da mesma como objetos, roupas e os próprios moveis da casa foram usados para a criação de algumas cenas”, conta Renato Grecchi, um dos diretores.

Também com uma locação diferente, o Grupo Sonho apresenta “Sonho de uma noite de verão”, de William Shakespeare, no Bosque da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). A ideia é baseada na experiência “Shakespeare in the Park”, em Nova York, que apresenta obras consagradas do dramaturgo ao ar livre.

Serviço

O que: Maratona Cultural de Florianópolis
Quando: 24 e 25/3
Onde: Por toda a cidade
Quanto: Gratuito

Programação completa em www.maratonacultural.com

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade