Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Oscar celebra a diversidade em noite de show morno

Os filmes com o maior número de indicações este ano, Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) e O Grande Hotel Budapeste, foram também os grandes vencedores com quatro estatuetas cada

Alessandra Ogeda
Divulgação
Alejandro González Iñárritu saiu consagrado do Oscar: levou o prêmio de melhor filme e de melhor diretor por "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)"

A entrega do Oscar 2015 confirmou quase todas as previsões e consagrou Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) com quatro estatuetas, mesmo número recebido por O Grande Hotel Budapeste. Antes da cerimônia morna capitaneada pelo ator Neil Patrick Harris começar, os dois filmes eram os campeões em indicações, com nove chances cada. A falta de brilho da cerimônia foi compensada pela justiça feita com alguns atores com carreira sólida e que já poderiam ter sido premiados antes, com destaque para Julianne Moore. 

Além da estrela de Para Sempre Alice, foram reconhecidos pela primeira vez J.K. Simmons, de Whiplash: Em Busca da Perfeição, e Patricia Arquette, de Boyhood: Da Infância à Juventude. Fechando a lista de atores, venceu a queda de braços com Michael Keaton o jovem ator Eddie Redmayne que tem em A Teoria de Tudo o papel de sua carreira. A apresentação especial de Lady Gaga, em uma homenagem aos 50 anos de A Noviça Rebelde, deu sono, assim como 99% das intervenções do esquecível Neil Patrick Harris.

Para salvar um pouco a noite, destaque para as ótimas apresentações de Adam Levine, Tim McGraw, Rita Ora e da dupla vencedora do Oscar de Melhor Canção, Common e John Legend. Além das apresentações das canções, que renderam um pouco de emoção na noite, o marasmo foi quebrado por alguns discursos interessantes. 

O primeiro tema delicado levantado na noite foi o do suicídio, citado pela equipe que ganhou o Oscar de Melhor Curta Documentário por Crisis Hotline: Veterans Press 1, produção que fala sobre o serviço de apoio aos veteranos de guerra dos Estados Unidos. O alerta sobre a necessidade de aceitação e de apoio das pessoas que precisam foi reforçado pelo roteirista de O Jogo da Imitação, Graham Moore, que ganhou em Melhor Roteiro Adaptado. 

A igualdade salarial entre homens e mulheres foi o tema levantado por Patricia Arquette, bem aplaudida pela plateia, especialmente por Meryl Streep. Falando em igualdade, Harris abriu a premiação e Common e John Legend reforçaram a mensagem de que é preciso buscar um pouco mais de equilíbrio nas relações raciais do país. 

Fechando a lista de temas polêmicos, Sean Penn, que entregou o Oscar de Melhor Filme para Alejandro González Iñarritu, diretor de Birdman, brincou na hora do anúncio sobre "quem deu este green card" para o mexicano. A igualdade racial e a legalização dos imigrantes nos Estados Unidos são os temas quentes no país no momento.

O Oscar não fugiu deles, assim como a presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs, defendeu o papel da instituição em defender a irrestrita liberdade de expressão - impossível não fazer paralelo com os ataque ao jornal francês Charlie Hebdo no início deste ano. Só faltou um reconhecimento maior para Boyhood, um filme interessantíssimo e que acabou com apenas um prêmio. A Academia acertou em avançar na ousadia, premiando um filme como Birdman, e em tocar assuntos importantes e delicados. Agora, precisa rever a dinâmica do show.

Confira os premiados

Filme

"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)"

 

Diretor

"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)" Alejandro G. Iñárritu

 

Ator

Eddie Redmayne em "A Teoria de Tudo"

 

Ator coadjuvante

J.K. Simmons em "Whiplash"

 

Atriz

Julianne Moore em "Para Sempre Alice"

 

Atriz coadjuvante

Patricia Arquette em "Boyhood"

 

Fotografia

"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)", Emmanuel Lubezki

 

Filme estrangeiro

"Ida" (Polônia)

 

Animação

"Operação Big Hero"

 

Melhor canção

"Glory", "Selma"

 

Efeitos especiais

"Interstelar"

 

Documentário

"Citizenfour"

 

Curta documentário

"Crisis Hotline: Veterans Press 1" Ellen Goosenberg Kent and Dana Perry

 

Montagem

"Whiplash"

 

Edição de som

"Sniper Americano"

 

Mixagem de som

"Whiplash"

 

Curta de animação

"Feast"

 

Figurino

"O Grande Hotel Budapeste" Milena Canonero

 

Roteiro adaptado

"O Jogo da Imitação", Graham Moore

 

Roteiro original

"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)", de Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris, Jr. & Armando Bo

 

Curta-metragem em live action

"The Phone Call"

 

Trilha sonora

"O Grande Hotel Budapeste"

 

Maquiagem e cabelo

"O Grande Hotel Budapeste"

 

Direção de arte

"O Grande Hotel Budapeste"

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade