Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Os mortos de abril: Amilcar Neves lança livro sobre preso que sabe o dia que irá morrer

Publicado pela editora UFSC, livro foi escrito em forma de diário

Karin Barros
Florianópolis
19/08/2018 às 20H10

O engenheiro mecânico e escritor Amilcar Neves lança nesta quarta-feira (22) o 9º li­vro da carreira, “Os mortos de abril – Pequeno diário higiêni­co”, na livraria da editora da UFSC, em Florianópolis. Escrito em formato de diário, Amilcar conta a história de um preso que sabe que vai morrer em 21 de abril de 2017 e começa a es­crever um livro um ano antes da data fatídica.

O processo do escritor para este trabalho foi de es­crever uma página por dia, na primeira pessoa, como se esti­vesse realmente fazendo um diário. Todas as noites Amil­car conta que parava tudo que estava fazendo e refletia sobre o que o preso passaria para o papel. O detalhe é que seu espaço era limitado, e as palavras teriam que ser muito bem escolhidas.

Engenheiro mecânico e escritor Amilcar Neves lança 9º li­vro da carreira - Francine Canto/Divulgação/ND
Engenheiro mecânico e escritor Amilcar Neves lança 9º li­vro da carreira - Francine Canto/Divulgação/ND


Apesar da intimidade com as tecnologias, de ter passa­do pela máquina de escrever e agora pelo computador, ele confessa que gosta muito de escrever à mão, e foi dessa maneira que fez o diário com quase 120 páginas a punho. Por esse motivo, a diagrama­ção do livro precisou de uma atenção especial. “Ela teve que ser pensada de acordo com os manuscritos, que tem uma série de considerações do per­sonagem. São blocos datados que não quebram no final da página. Foi um cuidado mui­to grande com a editora em definirmos o aspecto gráfico. Normalmente não me preocu­po com isso, porque os outros livros eram textos contínuos, mas nessa precisamos buscar soluções gráficas em função dos originais”, explica o autor. A capa, inclusive, leva o título e palavras soltas escritas por Amilcar no texto original.

Amilcar, que já escreveu para diversos jornais da região, afirma que a questão limitada do texto que usa na nova obra sempre foi um problema, e que apesar disso serviu como trei­namento para fazer esse tipo de abordagem. Na literatura, esse é seu primeiro romance, sendo os outros nos estilos de contos, novela, novela juvenil, teatro e crônica.

“Os mortos de abril” ven­ceu no ano passado o concur­so de romance promovido pela editora da UFSC, o 2º concurso Salim Miguel de Romance. O prêmio era a conquista da pu­blicação da obra pela editora.

O livro, que depois de ir para a gráfica aumentou o nú­mero de páginas para 183 pá­ginas, tem 10% ocupado pela apresentação assinada por Dilvo Ristoff, convidado por Amilcar, que é pesquisador e professor titular aposentado do departamento de Língua e Literatura Estrangeiras da UFSC. “Eu falei que normal­mente se escreve duas páginas, e ele me mandou 19. É um en­saio sobre o livro”, brinca Amil­car sobre o trabalho minucio­so e dedicado de Ristoff.

Serviço 

O quê: lançamento de “Os Mortos de Abril”, de Amilcar Neves
Quando: 22/8, das 17h às 20h
Onde: Livraria da Editora da UFSC, praça de alimentação do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, Campus Trindade, Florianópolis
Quanto: gratuito. Livro: R$ 34

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade