Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Nos 30 anos da Constituição Federal, circuito cultural reflete sobre direitos na Capital

Confira a programação do Circuito Paralela Arquitetura e Artes, que começa nesta sexta-feira

Redação ND
Florianópolis
10/09/2018 às 22H33

No 30º aniversário da Constituição Federal, artistas, arquitetos e entusiastas propõem uma reflexão sobre os direitos que deveriam ser garantidos a todos os cidadãos no circuito Paralela Arquitetura e Artes. O evento foi contemplado pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura de 2017 e ocorre de 14 a 22 de setembro em Florianópolis. Todas as atividades são gratuitas.

Intervenção “A saga em busca de um banho” está no programa - Cassiana Lopes/Divulgação/ND
Intervenção “A saga em busca de um banho” está no programa - Cassiana Lopes/Divulgação/ND


Na programação, estão previstas 33 ações desenvolvidas a partir da temática “O que te constitui?”. São oficinas, intervenções e conversas que provocam e pretendem fazer o público pensar sobre a lei máxima que rege os brasileiros.

Exibições de filmes, teatro de rua, dança, música, performance, bate-papos, cursos, oficinas, caminhadas guiadas e exposições são algumas das manifestações artísticas e culturais confirmadas.

Durante uma semana, o público poderá refletir sobre a luta indígena em um cinema itinerante ou compreender o descaso como são tratadas as pessoas em situação de rua em um teatro-denúncia. Também será possível participar da criação de uma pracinha para crianças ou aprender a usar o rap para se manifestar. Também está previsto “dançar” direitos em um diálogo com arquitetura ou participar de um quiz em praça pública.

“Queremos aquecer o debate de questões de cidadania, direitos e as implicações da Carta Magna em nosso cotidiano, nossos corpos e nossa cidade”, explica Lucas Reitz, arquiteto e integrante da organização do evento.

As atividades ocorrem tanto em espaços públicos como em privados, com ações na região central da cidade, no Norte e no Sul da Ilha, bem como no Continente.

Os participantes da edição 2018 passaram por uma seleção da curadoria da Paralela, após um chamamento público via carta convite ou por meio de parcerias. O evento não tem cunho político-partidário. O circuito é uma ampliação do projeto desenvolvido na primeira edição, em 2016, chamado “Paralela: Além de Gaudí, Aqui”.

O artigo 227 inspira trabalho de Celia Regina da Silva - Celia Regina/Divulgação/ND
O artigo 227 inspira trabalho de Celia Regina da Silva - Celia Regina/Divulgação/ND


Serviço
O quê: O que te constitui? - Paralela Arquitetura e Artes
Quando:14 a 22/9, diversos horários
Onde: Diversos locais – programação em Instagram: @paralela.floripa e Facebook: paralela.florianopolis
Quanto: Gratuito 

Confira parte da programação

14/9, 19h

  • Abertura Paralela: O que te constitui? – debate por Paralela Arquitetura e Artes
  • Teatro da UBRO (rua Pedro Soares, 15, Centro)

15/9-22/9,  horário livre

  • Percurso Onde Está Desterro?, por Júlia Albertoni
  • Centro histórico de Florianópolis - http://ondeestadesterro.com.br

15/9, 10h às 12h

  • Caminhada pelo Direito à Cidade: Art. 182 da CF “passo a passo”, por Caminhada Jane Jacobs Floripa. Inicia no Parque da Lua

15/9, 12h30 às 13h30

  • Oficina Pública de Perguntas, por coletivo Grupo de Estudos em Processos Curatoriais e Simone Bobsin. Rua Nunes Machado, 104 (em frente ao Tralharia).

15/9, 14h (a 22/9, das 13h às 19h)

  • Exposição “Constituintes Urbanos: Três décadas de arquitetura no centro de Florianópolis”, por Sandro Clemes. Hall do MESC, rua Saldanha Marinho, 196, Centro.

15/9, 15h-18h

  • Oficina Colazine Mulheres Artistas, por Vanessa Neuber. Lab. de artes do IFSC Câmpus Florianópolis. av. Mauro Ramos, 950, Centro.

16/9, 18h-22h

  • CineKombi Murundu, por Naiara Alice Bertoli. Parque Natural do Morro da Cruz - Av. Antão, 607, Centro.

17/9 e 18/9, das 14h-18h

  • Oficina “Somos parte da paisagem: intervenção urbana, cidade e memória”, por Camila Petersen e Fábio Yokomizo. ADEH - Associação em Defesa dos Direitos Humanos com Enfoque na Sexualidade, rua Trajano, 168, Centro
Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade