Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Museu e jardim do Palácio Cruz e Sousa ficam fechados para restauro por até 60 dias

A partir desta segunda-feira, todo o local passará por reparos na parte elétrica

Redação
Florianópolis
20/02/2018 às 10H09

Todo o espaço do Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, no Centro de Florianópolis, ficará fechado a partir desta segunda (19), incluindo o jardim. O motivo é o restauro da parte elétrica do local, impedindo a visitação do público de 30 a 60 dias como medida de segurança. O último restauro completo, segundo Maria José Brandão, administradora do local, foi em 1977. Em 2006 houve uma reforma dos jardins, em que também foram feitas algumas melhorias na rede elétrica da parte externa. 

Museu e jardim ficam fechados para reforma na parte elétrica - Flavio Tin/Arquivo/ND
Museu e jardim ficam fechados para reforma na parte elétrica - Flavio Tin/Arquivo/ND


Os procedimentos para recuperação e restauro das pinturas murais (internas) começaram em 2014 e ainda não terminaram. Os trabalhos estão sendo realizados pela servidora Marcia Regina Escorteganha, doutora em Pintura Mural pela UFSC em convênio com a Université Jean Mouriet de Sant Etienne. "Já finalizamos os tetos de dois salões principais e algumas saletas. Também está concluída a restauração da marchetaria do piso", explica a administradora do museu.

Na obra que se inicia nesta segunda, a ser realizada pela Reflexo, empreiteira de Florianópolis - que foi também a responsável pelas obras de restauro da fachada do Palácio -, os lustres serão removidos e, por serem peças antigas, serão recuperados. Também serão removidos os rodapés, por onde passam os fios. Estima-se que serão mexidos em torno de 700 metros de rodapés. “Destacamos que todo e qualquer trabalho realizado pela empresa contratada passa pela supervisão da equipe de conservação do Museu”, pontua. 

A restauração foi dividida em três etapas: higienização e remoção das áreas em desprendimento e recomposição da argamassa à cal deteriorada e refixação dos craquelês em desprendimento, ambas concluídas, faltando apenas a reintegração das áreas de nivelamento com argamassa nova. Com término das obras, todo o palácio deve ser reaberto, com exceção do Memorial, localizado no jardim, que, de acordo com Maria José, está fechado e ainda passará por outras obras para poder ser reaberto.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade