Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Mateus Solano apresenta a peça “Selfie”, sobre o vício do mundo on-line, em Florianópolis

Além da peça, tributo ao Legião Urbana e musical infantil de Aladdin são atrações do Clube ND desta semana

Redação ND
Florianópolis
09/05/2018 às 22H59

 O uso dos aparelhos smartphones é uma rotina na vida da pessoas. Os registros foto­gráficos ou em vídeo do que se está fazendo em vários momentos do dia viralizam nas redes sociais. Grupos no celular, ranking de curtidas nas redes sociais e o mundo virtual estão cada vez mais presentes na vida. Abordando esse “vício” do mundo on-line, o ator Mateus Solano apresenta a peça “Selfie”, nesta sexta (11) e sábado (12) em Florianópolis. A comédia mostra a relação distorcida entre as pessoas que buscam expo­sição desenfreada e o quanto isso modificou as relações entre elas.

Os atores Mateus Solano e Miguel Thiré em cena no espetáculo que tem direção de Marcos Caruso - Vitor Zorzal/Divulgação/ND
Os atores Mateus Solano e Miguel Thiré em cena no espetáculo que tem direção de Marcos Caruso - Vitor Zorzal/Divulgação/ND


“Selfie” conta a história de Claudio (Mateus Solano), um homem superconectado que arma­zena toda a sua vida em computadores, redes sociais e nuvens. Debruçado sobre o projeto de criar um sistema independente para armaze­namento de todos os dados de uma pessoa num único lugar vê seu sonho ir água abaixo quando deixa cair um café em seu equipamento, que so­fre uma pane e apaga todos os momentos antes de entrar no ar. Ele então torna-se um homem sem passado, já que não se lembra de nada, pois toda sua memória era virtual. A partir daí, Clau­dio inicia uma saga em busca da memória perdi­da, recorrendo a vários personagens de sua vida (onze, ao todo, vividos por Miguel Thiré) para re­constituir sua história.

A direção de Marcos Caruso, reconhecido ator em vários ramos de interpretação, traz à tona o tom humoristíco à peça. Em um tem­po onde mais se tecla do que se fala, a trama vai abrangendo novos aspectos, abrindo refle­xões sobre egocentrismo, vaidade e dependên­cia do smartphone.

Serviço
O quê: Peça “Selfie”, com Mateus Solano
Quando: 11/5 e 12/5, 20h30
Onde: Teatro Pedro Ivo, rod. SC 401, 4600, km 05, Saco Grande, Florianópolis
Quanto: R$ 90, clube ND tem 40% de desconto

Tributo ao Legião Urbana

O grupo de Curitiba Legião Urbana Cover vem a Florianópolis, nesta sexta, com mais um tributo a banda comandada pelo eterno Renato Russo. Miro Penna, Marcos Hinnes, Itamar Lima, Diego Simm e Edison Leite mostram clássicos como “Tempo Perdido”, “Eduardo e Mônica”, “Faroeste Caboclo”, “Será” e “Pais e Filhos”.

Miro Penna, Marcos Hinnes, Itamar Lima, Diego Simm e Edison Leite - Divulgação/ND
Miro Penna, Marcos Hinnes, Itamar Lima, Diego Simm e Edison Leite - Divulgação/ND


A Legião Urbana Cover de Curitiba foi criada em novembro de 2000 com o intuito de manter viva a obra de Renato Russo e sua Legião Urbana.

Serviço
O quê: Legião Urbana Cover
Quando: 11/5, 23h59
Onde: John Bull Floripa, av. das Rendeiras, 1046, Lagoa da Conceição, Florianópolis
Quanto: R$ 30, clube ND tem 30% de desconto

A magia dos musicais

A clássica história Aladdin, da Disney, será apresentada ao público nos sábados  19 e 26 de maio da maneira mais mágica possível: através de um musical, algo raro na cidade. Os espetáculos ocorrerão no Teatro Pedro Ivo, na SC-401, sempre às 16h.  Na direção de “Aladdin, O Musical” estão a bailarina e coreógrafa Ana Garvik, proprietária da academia Movidança e o ator e cantor Gustavo Malheiros, que possui experiência em musicais.

Julia Amante, que faz a personagem Jasmine - Divulgação/ND
Julia Amante, que faz a personagem Jasmine - Divulgação/ND


A escolha por levar Aladdin para o palco do teatro se deu principalmente pela afinidade que Ana Garvik teve com a história: Um rapaz pobre, malandro, que dá seus jeitos para conseguir sobreviver. Para ajudar outros que, como ele, também  passam fome, rouba alimentos na feira.

“Nosso musical também fala sobre a desigualdade social, que é muito forte na história. Ele se apaixona por uma princesa, mas por não ter um bom poder aquisitivo e uma posição favorável na sociedade, fica impedido de viver esse amor“, comentou a coreógrafa.  Ela disse que outra personagem que a fez escolher a história de Aladdin é o Gênio da Lâmpada “porque ele é alegre, engraçado, que traz  diversão e descontração para as cenas”.

Serviço
O quê: "Aladdin, O Musical"
Quando: 12, 19 e 26/5, 16h
Onde: Teatro Pedro Ivo, rodovia SC-401, 4600, Saco Grande, Florianópolis
Quanto: R$ 50 ( Clube ND tem 30% de desconto)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade