Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Livro sobre moda com transcrição em braille tem lançamento marcado para junho

"Um Olhar Diferente Sobre Moda" propõe uma reflexão sobre o tema através de dez profissionais que atuam e pensam sobre a inclusão

Ian Sell
Florianópolis
11/05/2018 às 19H01

Reconhecidamente um expoente nacional no mercado da moda e um dos maiores polos têxteis do país, em segundo lugar apenas atrás de São Paulo, Santa Catarina ainda peca pela inclusão e acessibilidade a pessoas cegas ou com baixa visão no mundo da moda. Qual é a possibilidade dessas pessoas poderem ler um livro ou uma revista sobre o tema?

Mineira Adriana Buzelin, uma das autoras da obra, trata o tema “Com que roupa eu vou?”, sobre as dificuldades da falta de adequação das vestimentas - Kica de Castro/Divulgação/ND
Mineira Adriana Buzelin, uma das autoras da obra, trata o tema “Com que roupa eu vou?”, sobre as dificuldades da falta de adequação das vestimentas - Kica de Castro/Divulgação/ND


Em conjunto com a ONG Me Ensina, o ISNB (Instituto Social Nação Brasil) tenta mudar esse conceito e lança, no dia 6 de junho, a obra “Um Olhar Diferente Sobre Moda”. O livro é impresso em tinta e transcrito em braille para atender ambos os públicos, incluindo pessoas com baixa visão com fonte nos tamanhos 22 a 24. “A obra tem como objetivo que as pessoas com deficiência visual se motivem a ler em braille, aqui na cidade ainda acontece pouco, pois as ofertas de cursos são baixas”, explica o coordenador do INSB, Claudio Rio.

O livro tem participação de dez profissionais, de diferentes cidades do Brasil, que atuam no segmento de moda inclusiva, seja desenhando, escrevendo, produzindo e refletindo sobre o tema a partir da sua experiência pessoal ou através de grupos que atuam e compartilham este olhar diferente e, principalmente, novo sobre esse mercado. A obra atende a conceitos de tendências atuais, os gêneros de moda inclusiva e dicas de como se vestir.

Os criadores do livro defendem que a classe continua sem acesso a roupas adaptadas, que não só desenvolvem a autoestima, mas permitem a autonomia e facilitam a acessibilidade no cotidiano. “Já há uma infinidade de obstáculos que eles enfrentam nas cidades que poderia ser facilitado e também, por exemplo, etiqueta nas roupas em braille, com cor e tamanho”, sugere.

O lançamento da obra marca a programação de abertura das inscrições, além do início do 6° Prêmio Brasil de Moda Inclusiva, que deve reunir nomes como o estilista Ronaldo Fraga, e a atriz Juliana Caldas, que ainda dependem de agenda para confirmar presença.

A proposta do livro é inédita. O resultado é uma parceria com a Fundação Dorina para Cegos, de São Paulo (SP), que possui um dos maiores acervos em braille do mundo e fez a transcrição para a linguaguem adequada da obra, além de contribuir para a distruibuição do livro.

O estilista Ronaldo Fraga da voz a sua experiência sobre moda no prefácio da obra - Divulgação/ND
O estilista Ronaldo Fraga da voz a sua experiência sobre moda no prefácio da obra - Divulgação/ND


O prefácio da obra é do estilista Ronaldo Fraga. O profissional tem um extenso currículo de inclusão na moda, e causou impacto quando colocou obesos, idosos e pessoas com síndrome de Down na passarela do SPFW (São Paulo Fashion Week). O estilista defende a importância da conexão da moda com o mundo exterior, algo que vai além do glamour e do mercado.

A arte da capa e contra capa do livro é uma estampa produzida pela aluna de Moda Julia Santos (Jaraguá do Sul/SC), que foi a vencedora do 5º Prêmio Brasil Sul de Moda Inclusiva (2017).

Acessibilidade e Interação

Estudante da ACIC (Associação Catarinense de Integração dos Cegos), no bairro Saco Grande, em Florianópolis, a jovem Gabrielle de Matos, 22, nasceu com glaucoma congênito, sem enxergar por completo. Após vários anos, e diversas cirurgias, hoje enxerga vultos apenas com o olho esquerdo.

Gabrielle desfila para o Prêmio Brasil de Moda Inclusiva, que reúne diversos jovens e adultos cegos e com baixa visão. Ela considera o lançamento da obra “Um Olhar Diferente Sobre Moda”, uma nova forma de interação e inclusão para pessoas com deficiência. “Não só em livros e revistas, mas o dia a dia mostra diversas barreiras para pessoas como nós, falta acessibilidade. Essa obra é um importante passo”, ressalta a jovem.

Segundo dados do IBGE, há no país pouco mais de 7 milhões de pessoas cegas ou com baixa visão, sendo 413 mil em Santa Catarina. Deste total, 34 mil já nasceram com a deficiência, 379 mil adquiriram ao longo da vida, 14 mil usam recursos para locomoção (cão-guia, bengalas), 38 mil possuem grau intenso de limitações, 4 mil frequentam algum serviço de reabilitação como na Fundação Catarinense de Educação Especial e 313 mil possuem pouca ou nenhuma limitação.

Glaucoma, retinopatia diabética, atrofia do nervo óptico, retinose pigmentar e degeneração macular relacionada à idade (DMRI) são as principais causas da cegueira nos adultos. Entre as crianças, as principais causas são glaucoma congênito, retinopatia da prematuridade, catarata congênita e toxoplasmose ocular.

Serviço
O quê: Lançamento do Livro “Um olhar diferente sobre moda”
Quando: 6/6, 19h
Onde: Faculdade SENAC, rua Silva Jardim, 360, Centro, Florianópolis
Quanto: Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade