Publicidade
Sábado, 24 de Junho de 2017
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Inantecipáveis, exposição em Florianópolis reúne trabalhos de arte de ex-moradores de rua

Mostra segue até o fim de outubro no Museu Hassis e traz obras resultantes de oficinas artísticas ministradas na Casa de Apoio Liberdade

Marciano Diogo
Florianópolis
03/10/2016 às 09H12
Entre colagens, livros de artistas, desenhos e fotografias, trabalhos surpreendem pela sensibilidade - Daniel Queiroz/ND
Entre colagens, livros de artistas, desenhos e fotografias, trabalhos surpreendem pela sensibilidade - Daniel Queiroz/ND


De abril a agosto deste ano,  mais de 40 homens entre 18 e 60 anos tiveram suas vidas mudadas por uma imersão artística. Ex-moradores de rua, eles participaram de 16 oficinas sobre desenho, pintura, gravura, escrita, encardenação, colagem, gravura, audiovisual, fotografia e história da arte. O resultado dessas oficinas está exposto na mostra Inantecipáveis, que segue até o fim de outubro em Florianópolis. A exposição reúne obras produzidas por aprendizes que se encontravam em situação de vulnerabilidade social – são colagens, livros de artistas, fotografias, desenhos e gravuras que refletem sobre as experiências e processo de recuperação dos novos artistas.

“A idéia inicial partiu de uma inquietação e um desafio: qual o potencial das pessoas que encontramos pela rua em situação de risco? Seriam mesmo uma massa ameaçadora e anestesiada, incapazes e indiferentes ao seu destino e ao que acontece ao seu redor? Estariam mesmo fazendo jus à condenação moral e social que recebem como irrecuperáveis?”, questiona Rosângela Miranda Cherem, professora de história da arte do Ceart (Centro de Artes) da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) e articuladora do projeto que resultou na exposição.

A mostra que ocorre no Museu Hassis é resultado das oficinas ministradas pelo Coletivo Semente na Casa de Apoio Liberdade, no bairro Rio Tavares, na Capital. O coletivo é formado por artistas e professores voluntários, entre eles Kelly Kreis, Clara Fernandes, Joana Amarante, Juliana Crispe, Manohead, Adriana Santos, Zulma Borges, Osmar Yang, Sebastião Gaudêncio Branco e Rosângela Cherem. “Com a arte conseguimos melhorar a autoestima, gerar conhecimento e aprimorar o senso crítico. Foi impressionante participar do processo de descoberta e desenvolvimento dos alunos”, conta o arte-educador Denilson Antonio, que também integra o coletivo e ministrou oficina de desenho na Casa de Apoio Liberdade.

Trabalhos estão expostos em três diferentes espaços da Fundação e Museu Hassis, na Capital - Daniel Queiroz/ND
Trabalhos estão expostos em três diferentes espaços da Fundação e Museu Hassis, na Capital - Daniel Queiroz/ND


Para idealizadora da exposição Inantecipáveis, os trabalhos expostos evidenciam a sensibilidade, habilidade e capacidade latente dos participantes. “Tal afirmativa se exemplifica quando ex- moradores de rua executam delicadas aquarelas, jovens de baixa escolaridade se interessam verdadeiramente por história da arte e fotografia, quem nunca foi ao museu nem ao teatro escreve uma peça ou um poema, ou quem teve a morte como vizinha descobre os prazeres de um caderno de desenho e o sonho de lidar com a escrita literária”, conclui Rosângela Cherem.

A mostra Inantecipáveis acontece em três espaços expositivos do Museu Hassis: no primeiro deles está concentrado as fotografias, livros de artista e colagens, no outro os desenhos e gravuras, e em um terceiro espaço é projetado um vídeo com depoimentos dos aprendizes participantes do projeto. “São homens que às vezes tem um grande potencial artístico contido e uma historia de vida única, e isso se reflete na arte. Em cada obra conseguimos extrair lições de vida”, acrescenta Leilah Corrêa Vieira, coordenadora da Fundação Hassis.

Obras são resultados das oficinas artísticas  - Daniel Queiroz/ND
Obras são resultados das oficinas artísticas - Daniel Queiroz/ND


O quê: Exposição Inantecipáveis
Quando:
Até 28/10, segunda-feira das 13h30 às 17h, terça à sexta-feira das 9h ao meio-dia e das 13h30 às 17h
Onde:
Museu e Fundação Hassis, rua Luiz da Costa Freysleben, 87, Itaguaçu, Florianópolis, tel. 48 85012707
Quanto:
Gratuito

Publicidade

0 Comentários

Publicidade