Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Grupo Teatro Sim... Por Que Não?!!! começa turnê pelas cidades catarinenses de A a Z

“A Farsa do Advogado Pathelin” vai passar por 24 cidades, começando por Águas Mornas, Bom Retiro, Correia Pinto, Descanso e Erval Velho

Carolina Moura
Florianópolis

Divulgação
Espetáculo em circulação é uma farsa da idade média, sobre um advogado falido que dá o golpe em um comerciante


Santa Catarina tem pelo menos uma cidade para cada letra do alfabeto. Essa descoberta inspirou o grupo Teatro Sim... Por Que Não?!!! a iniciar o projeto Pathelin de A a Z, no qual vão apresentar o espetáculo “A Farsa do Advogado Pathelin” em 24 pequenas cidades do Estado. São 24 porque até o W entrou na programação, representada por Witmarsum, uma cidadezinha de 3.250 habitantes no Alto Vale do Itajaí. A partir desta sexta-feira, eles viajam com a primeira etapa do projeto, passando por Águas Mornas, Bom Retiro, Correia Pinto, Descanso e Erval Velho.

A ideia surgiu a partir da turnê de 25 anos do grupo, realizada no ano passado. Foram três peças em circulação: “A Vida como ela é” pelas dez maiores cidades do Estado, “Livres e Iguais” por dez cidades médias e “A Farsa do Advogado Pathelin” nas dez menores cidades de Santa Catarina. Entre elas estão Flor do Sertão, Paial, Entre Rios, Tigrinhos... municípios com 1.600 a 3.000 habitantes. “Foi um retorno muito legal, tanto que tivemos um público de cerca de 300 pessoas por sessão. Isso nos estimulou a fazer um projeto novo para circular novamente por outras cidades de pequeno porte”, diz Júlio Maurício, diretor da peça.

“O Pathelin é um trabalho muito popular. É uma farsa da Idade Média, que era apresentada em feiras ao ar livre na época. A gente achou que isso é um espetáculo ideal para um público não habituado ao teatro, o que é o caso na maior parte dessas cidades”, explica Júlio. A história da peça é de um advogado falido que, para manter as aparências, precisa substituir suas roupas surradas. Para isso aplica um golpe em um comerciante local, a quem tenta enganar quando ele vem lhe cobrar pelos tecidos. “É uma farsa de fácil assimilação, tanto pra crianças quanto para adultos, e também é um texto muito atual. Fala sobre ética, critica a igreja e a justiça. São questionamentos que hoje a gente ainda faz e que foram levantados naquela época”, diz o diretor.

Realidades do interior

Um dos episódios que marcaram o grupo na turnê do ano passado aconteceu na cidade de Cunhataí, no Oeste, que tem 1.800 habitantes. Após o espetáculo um senhor veio até o ator Nazareno Pereira e lhe explicou que os moradores haviam adiantado a ordenha das vacas para o período da tarde, para que pudessem ir assistir à peça às 18h. Assim o grupo também descobriu que no interior da pequena cidade, os imigrantes alemães se reúnem após o trabalho na lavoura para interpretar textos que eles mesmos escrevem, na língua que trouxeram da Europa.

Além das cinco cidades que iniciam o novo projeto, o grupo pretende se apresentar em Fraiburgo, Governador Celso Ramos.  Herval d´ Oeste, Irani, Jaborá, Luis Alves, Massaranduba,  Navegantes, Orleans, Pedras Grandes, Quilombo, Rio das Antas, Salto Veloso, Turvo, Urussanga,  Vitor Meireles, Witmarsum, Xavantina e Zortéa. Os recursos obtidos através do apoio do Funcultural, porém, só são o suficiente para a primeira etapa, de A a E. O grupo espera sensibilizar o governo e conseguir a verba para finalizar a turnê pelas 24 cidades.

Serviço

O quê: Primeira etapa da turnê Pathelin de A a Z, do grupo Teatro Sim... Por Que Não?!!!

Quando: 12/10 a 21/10

Onde: Cinco cidades de Santa Catarina

Quanto: Gratuito

Turnê

12/10, 20h: Salão Paroquial da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, Águas Mornas

13/10, 20h: Centro de Eventos Alexandre Júlio, Correia Pinto

14/10, 18h: Salão Paroquial da Igreja Matriz, Bom Retiro

20/10, 20h: Auditório Municipal Pref. Honório Piovesan, Erval Velho

21/10, 20h: Ginásio Municipal de Esportes, Descanso

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade