Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro de Nova Veneza viaja para Itália para se apresentar em festival

Grupo de dança de Santa Catarina se apresenta no Festival Internazionale Del Folklore ‘Sile Folk’, que acontece até 13 de julho em Treviso, na Itália

Redação ND
Florianópolis
Alceu Bett/Divulgação/ND
Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro Nova Veneza já teve suas coreografias premiadas diversas vezes no Festival de Dança de Joinville


Cidade catarinense de colonização italiana com cerca de 20 mil habitantes, Nova Veneza também tem representação internacional na dança com o Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro, que viajou nesta semana para Itália para se apresentar no Festival Internazionale Del Folklore ‘Sile Folk’, evento que acontece até 13 de julho em Treviso. Ao todo, 23 dançarinos do grupo de Santa Catarina viajaram para apresentar dez coreografias que representam simbolicamente o que foi trazido da cultura italiana para o Brasil. As coreografias que serão apresentadas também já foram premiadas no Festival de Dança de Joinville.

Fundado em 1991, o Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro Nova Veneza completa 25 anos de existência em 2016. De acordo com Susan Bortoluzzi Brogni, 58, fundadora e presidente do grupo, serão apresentadas no festival internacional coreografias especialmente selecionadas para o evento. “Nossa cidade é muito voltada para cultura italiana, então decidimos formar um grupo de dança para contar nossas raízes através da arte. Foram anos árduos de aperfeiçoamento e é uma conquista irmos para esse festival. Apesar de não competitivo, é um festival muito seletivo. Vamos lá para mostrar o que o nosso imigrante trouxe de sua realidade”, conta Susan. Além de grupos de dança do Brasil, o Festival Internazionale Del Folklore ‘Sile Folk’ reúne grupos da Alemanha, Espanha e Bielorrússia.

Entre as coreografias que são apresentadas na Itália estão representações da colheita da uva, do trigo, da tarantela, dança tradicional italiana em que o ritmo vai ficando cada vez mais acelerado, além de uma encenação de um baile de máscaras veneziano, que retrata o típico carnaval de Nova Veneza. “São coreografias que simbolizam tradições da nossa colonização”, observa Susan.

Atualmente, o Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro Nova Veneza é integrado por 87 componentes divididos em quatro categorias: Infantil, Infantojuvenil, Sênior e Adulto. Os treinos de dança acontecem aos fins de semana e tem como coreógrafa a dançarina Jussara Savio. Para ir para Itália, o grupo contou com auxílio da Prefeitura de Nova Veneza e da própria comunidade da cidade. “Será um emocionante o retorno às origens”, conclui Susan Bortoluzzi.   

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade