Publicidade
Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 24º C

Grifar, fotografar e compartilhar trechos de livros se torna viral na internet

A página "Grifei num livro" é um projeto colaborativo onde todos podem destacar e publicar seus trechos prediletos

Edinara Kley
Florianópolis
Eduardo Valente/ND
Página tem mais de 44 mil seguidores. Frases de Clarice Lispector, Caio Fernando Abreu e Fernando Pessoa estão entre as preferidas

 

O hábito de destacar trechos de livros com caneta marca texto o circular aqueles trechos mais interessantes é prática que transcendeu as páginas de papel para se tornar quase um fenômeno na internet. Fotografar e compartilhar fases de efeito, reflexivas ou pequenos poemas de obras diversas é tão comum entre os amantes da literatura que a prática ganhou até uma comunidade só para isso, a "Grifei num livro".

Divulgação/Facebook
Grifos são formas de compartilhar a leitura

A ideia de digitalizar os grifos foi posta em prática pelo jornalista mineiro Kleyson Barbosa em 2009, primeiro como tumbler. Logo, o projeto passou a ser colaborativa, foi levado para o Facebook, Twitter e Instagram e hoje conta com mais de 44 mil seguidores.

O criador da página conta que sempre conservou o hábito de grifar e quando coloquei isso na internet percebeu que muitas outras pessoas compartilhavam desse gosto. As colaborações foram instantâneas. “Geralmente o leitor grifa uma ideia que considera interessante ou um pensamento com o qual ele concorda”, comenta.

Na lista dos autores mais grifados, constam Clarisse Lispector, Caio Fernando Abreu, Elisabeth Gilbert, Fernando Pessoa, Mário Quintana, Paulo Leminski e Carlos Drummond de Andrade. Mas há uma infinidade de autores, populares e desconhecidos, citados com os mais distintos tipos de grifos. A lápis, caneta Bic ou esferográfica, tem sempre uma citação que agrada mais.

“Ler é um ato tão pessoal e há tantos livros e autores que eu acredito que esta é uma forma de compartilhar esses momentos únicos. Hoje, muita gente começa a ler assim, depois de encontrar esses trechos que o tocam. É muito legal saber que essa também é uma forma de incentivo a leitura”, destaca o jornalista que mora há seis anos em São Paulo.

Grife você também:

grifeinumlivro@gmail.com
www.facebook.com/grifeinumlivro
grifeinumlivro.tumblr.com
Twitter: @grifeinumlivro
web.stagram.com/n/grifeinumlivro

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade